Após vender 1 milhão, Paula Fernandes diz: 'A responsabilidade aumenta'

Cantora lançará no início de 2012 o sucessor do CD e DVD "Paula Fernandes ao Vivo", sucesso de vendas; leia entrevista

Augusto Gomes, iG São Paulo |

Divulgação
Paula Fernandes
Em tempos de crise na indústria fonográfica, a vender um milhão de discos parece uma marca impossível. Mas Paula Fernandes conseguiu.

Seu mais recente trabalho, "Paula Fernandes ao Vivo", ultrapassou a barreira do milhão em agosto, somando CDs e DVDs. Num cenário em que 50 mil cópias já garantem um disco de ouro, 150 mil um de platina e 250 mil um de diamante, os números da cantora são um feito e tanto. Mas ela encara o sucesso com naturalidade.

"Só tenho a agradecer a todos que adquiriram meus CD e DVD originais. Provamos que é possível vencer a pirataria com talento", afirma a artista ao iG . Ela classifica o sucesso como "um marco" e também "um momento único". E reconhece que esse um milhão aumentou a pressão em relação ao seu próximo trabalho.

"Com certeza a responsabilidade aumenta", afirma. No momento, ela já está trabalhando na produção de seu novo disco. Mas, por enquanto, prefere não adiantar detalhes sobre ele. Repertório e participações ainda são mantidos em segredo. "Esperamos que ele também seja recebido com muito carinho por todos", resume.

Apesar do mistério, ela deixa escapar uma possível data de lançamento. "O novo álbum está previsto para sair já no início de 2012", revela. Enquanto o novo disco não sai, é possível ouvir a voz de Paula Fernandes no novo álbum da dupla Victor e Leo, "Amor de Alma". Ela canta com os dois na faixa "Sonhos e Ilusões".

Veja letras e ouça músicas de Paula Fernandes

"Eles são uns queridos", diz a artista sobre o duo, de quem ela é amiga há dez anos. "Sou muito fã da dupla e foi uma honra fazer parte deste projeto maravilhoso", conta. Victor também é só elogios à cantora . "Ela já gravou algumas músicas nossas e, quando escutou 'Sonhos e Ilusões', deu a entender que queria gravar também. Aí eu falei para ela: 'Tudo bem, pode gravar. Mas tem que ser no nosso disco'. Ela topou", lembra.

Divulgação
Paula Fernandes
Quem vê tanto sucesso nem imagina que, há alguns anos, ela quase pensou em desistir de cantar. Aos 18 anos, entrou em depressão diante da falta de perspectivas na carreira. A essa altura, ela já tinha quase uma década de vida artística. Fez seu primeiro show aos nove anos e lançou o disco de estreia aos dez.

"Não escolhi música, a música me escolheu. Aos oito anos, aprendi uma canção e mostrei para minha mãe. Ela se emocionou muito e me pediu para cantar de novo. Estou cantando até hoje", lembra. Ela encara as dificuldades passadas com serenidade. "Passei por momentos muito difíceis, mas acredito que tudo na vida tem a hora e o momento certo para acontecer", resume.

No caso de Paula, os momentos certos começaram a aparecer em 2006, quando ela gravou a música "Ave Maria Natureza" para a novela "América". De lá para cá, sua carreira veio numa ascendente. Mas o estouro nacional só aconteceu no ano passado, quando ela fez uma participação especial no especial de final de ano de Roberto Carlos.

Leia também: O estilo de Paula Fernandes

A parceria deu origem a boatos sobre um possível namoro e uma posterior briga dos dois. Ambas as informações negadas por Paula. "Rolou uma sintonia grande, me sinto muito privilegiada. Foi um sonho. Mas não nos falamos mais depois do show. Estamos com as agendas lotadas", afirmou, na época do lançamento de seu DVD . Hoje, ela se recusa a falar sobre o caso.

Outro assunto que incomoda Paula é a tentativa de classificar sua música. Quando perguntada o que sente quando classificam seu som de sertanejo universitário ou sertanejo pop, ela responde: "Nunca gostei de rotular minhas canções. Sou uma representante da música popular brasileira".

null

    Leia tudo sobre: Paula Fernandesmúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG