Arnaldo Antunes apresenta seu Iê Iê Iê no Canja especial

A partir das 21h, cantor faz show transmitido ao vivo pela internet

iG São Paulo |

Flavio Moraes/FOTOARENA
Arnaldo Antunes: ao vivo no Canja
Arnaldo Antunes é um artista difícil de classificar. Surgiu como um dos oito integrantes dos Titãs, na primeira metade dos anos 1980, ficando associado ao lado mais agressivo e difícil da banda. Deixou o grupo em 1992, e desde então lançou nove álbuns solo, sempre oscilando entre o pop e o experimental. Forneceu uma infinidade de sucessos para Marisa Monte cantar e, com ela e Carlinhos Brown, formou em 2002 o grupo Os Tribalistas, um estrondoso sucesso de público. Como se não bastasse, ainda se envolveu com música infantil – seu mais recente projeto, Pequeno Cidadão, é dedicado às crianças.

O atual Arnaldo Antunes é pop como poucas vezes se viu em sua carreira. Seu disco mais recente (se deixarmos o paralelo Pequeno Cidadão de lado) é Iê Iê Iê , homenagem às ingênuas canções românticas da Jovem Guarda. Letras simples e diretas, uma boa dose de humor e mais algum romantismo, e tudo isso acompanhado por um rock pulsante que parece ter saído diretamente dos anos 1960. Para completar, ele vem acompanhado de uma banda afiadíssima, que inclui o ex-guitarrista do Ira!, Edgard Scandurra. O resultado é um dos melhores trabalhos do cantor.

[]Tudo isso poderá ser acompanhado nesta quarta-feira (15), a partir das 21h. Arnaldo e banda vão apresentar as músicas do Iê Iê Iê no Canja, programa transmitido ao vivo diretamente do Auditório da Faap, em São Paulo. Além de cantar, o ex-Titã também vai responder a perguntas dos internautas. Para participar, basta acessar o iG Papo no horário do programa.

Com os Titãs, Arnaldo gravou sete álbuns: Titãs (1984), Televisão (1985), Cabeça Dinossauro (1986), Jesus Não Tem Dentes no País dos Banguelas (1987), Go Back (1988), Õ Blésq Blom (1989) e Tudo ao Mesmo Tempo Agora (1991). Mesmo depois de deixar o grupo, ainda forneceu músicas para o repertório de sua ex-banda, além de ter participado de alguns shows e até ter gravado uma participação no disco Acústico MTV (1997).

Tem nove discos solo: Nome (1993), Ninguém (1995), O Silêncio (1996), Um Som (1998), Paradeiro (2001), Saiba (2004), Qualquer (2006), Ao Vivo no Estúdio (2007) e o recente Iê Iê Iê (2009), além dos projetos Tribalistas (2002) e Pequeno Cidadão (2009) e da trilha sonora para o espetáculo O Corpo ( 1999), do grupo de dança mineiro Corpo.

Veja abaixo o clipe da música "Longe": 

    Leia tudo sobre: Arnaldo AntunesCanja

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG