Após show, Leonard Cohen deixa legado em Israel

Músico canadense faz show com renda revertida para organizações que lutam pela paz na região

The New York Times |

A trajetória de Leonard Cohen para seu show em Tel Aviv na quinta-feira foi marcada por obstáculos.

Aqueles que estão ávidos para levar Israel ao ostracismo através do boicote internacional exigiram o cancelamento do evento. Quando ele propôs, então, realizar um evento similar no lado oeste da cidade, os palestinos recusaram a oferta. A Anistia Internacional concordou em ajudá-lo na distribuição da renda do espetáculo para grupos de paz; mais tarde a organização se retirou da empreitada. Na última sexta-feira, três dias antes de completar 75 anos, Cohen passou mal em pleno concerto em Valencia, Espanha, quando cantava seu clássico Bird on a Wire, e foi levado às pressas para o hospital. 

Recuperado, porém, do que pode ter sido uma intoxicação alimentar ou infecção estomacal, ele fez uma apresentação tranquila na segunda-feira em Barcelona.

Cohen anunciou a apresentação, de frente para 47 mil pessoas em um estádio de futebol do subúrbio de Ramat Gan, como Um Concerto de Reconciliação, Tolerância e Paz, e doará a renda esperada de US$1,5 milhões a US$2 milhões para uma nova instituição de caridade criada por ele e dirigida por um conselho de israelenses e palestinos, que irá distribuir o dinheiro para grupos voltados para a coexistência na região.

Segundo Kory, o dinheiro será destinado especialmente a organizações compostas por pessoas que pagaram um alto preço pessoal por causa da disputa - e mesmo assim continuam trabalhando pela paz. Dentre estes grupos está o proeminente Parents Circle ¿ Families Forum, formado por israelenses e palestinos que perderam parentes próximos no conflito.

Quando as pessoas se encontram face a face, os muros caem, disse Roni Hirshenson, um dos israelenses fundadores do grupo, que já existe há 14 anos, e que perdeu seu filho Amir em 1995 - quando dois homens-bomba palestinos se misturaram a um grupo de soldados israelenses em um ponto de ônibus. Nós nos reconciliamos ao escutarmos as histórias dos outros, tanto no âmbito pessoal como nacional.

Ali Abu Awwad, que perdeu seu irmão mais velho Yusef no final de 2000 em um ataque armado de soldados israelenses próximo ao vilarejo onde vivem na cidade de Hebron, na margem oeste, disse que o Parents Circle estendeu as mãos para ele e o resgatou de sua raiva e desespero. Atualmente ativista, ele promove a resistência não-violenta dentre os palestinos.

Quando perguntado sobre sua visão em relação ao boicote de Israel, Awwad respondeu: Temos de abrir nossas portas para que o mundo inteiro possa ver o que os palestinos estão enfrentando. Não devemos calar nenhuma voz pela paz, pois, no final das contas, raiva e boicote não vão ajudar em nada. Acredito que Leonard Cohen deu um passo muito importante, usando seu poder e investindo sua energia para encontrar uma solução.

O objetivo de Cohen vai bem além deste show. Ele quer inspirar outros companheiros músicos a doar a renda de alguma apresentação no próximo ano para grupos israelenses e palestinos voltados para a reconciliação.

Esperamos que isso seja um convite, disse Kory, que fará parte do conselho da nova instituição de caridade. São muitos os conflitos e sofrimentos no mundo, este, porém, em especial, põe o mundo inteiro em risco e realmente merece nossa atenção.

Cohen, que tem especial apreço por sua origem judaica, apresentou-se em Israel mais de duas décadas atrás. Ele também se apresentou para as tropas daquele país durante a guerra do Oriente Médio em 1973.

Esforços para persuadir artistas populares a boicotar Israel têm alcançado diferentes resultados. Pet Shop Boys, Lady Gaga e Madonna se apresentaram recentemente na região. Madonna, ávida seguidora da tradição judaica da cabala, até mesmo se enrolou em uma bandeira de Israel durante seu show e declarou que o país era o centro da energia do mundo...

    Leia tudo sobre: leonard cohenmadonnapet shop boys

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG