Amy Winehouse se declara culpada de agressão

Cantora vai enfrentar dois anos de pena condicional

iG São Paulo |

Em um julgamento nesta quarta-feira em Londres, Amy Winehouse se declarou culpada por perturbar a ordem pública e por agredir o gerente de um teatro na capital britânica, em dezembro. A cantora foi condenada a pagar multa de 185 libras e enfrentará uma pena condicional.

"Isso pode ser mais duro do que uma multa, porque agora você precisa seguir na linha pelos próximos dois anos", disse a ela o juiz distrital Peter Crabtree. Caso a estrela se envolva em problemas com a lei nesse meio tempo, ela voltará a ser processada e pode ser até presa.

A confusão aconteceu pouco antes do Natal, durante um espetáculo infantil. A plateia era incentivada a participar da peça, mas Amy teria exagerado, pediu uma bebida e partiu para a violência quando os funcionários do teatro pediram que ela se controlasse. No julgamento, o juiz declarou que "obviamente o álcool teve seu papel" no caso.

No ano passado, Winehouse enfrentou outro processo por agressão, no qual uma fã afirmava ter sido vítima da cantora ao pedir para tirar uma foto. A justiça, no entanto, disse na ocasião não ter provas suficientes de que o incidente foi proposital.

    Leia tudo sobre: amy winehouse

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG