Amy Winehouse morreu porque largou bebida, acredita a família

Cantora teria ignorado recomendação médica para que parasse de beber aos poucos

iG São Paulo |

A autópsia do corpo de Amy Winehouse foi inconclusiva e a polícia espera o resultado de novos exames toxicológicos para determinar a causa da morte, mas a família da cantora já possui uma teoria para a tragédia: Amy morreu porque largou a bebida.

Acesse o especial sobre Amy Winehouse

Segundo o tablóide britânico The Sun, uma fonte próxima da família disse que Amy ignorou a recomendação de seu médico para que largasse a bebida aos poucos. A abstinência teria causado efeitos nocivos no corpo frágil da cantora de 1,59 metros de altura.

Seu pai, Mitch Winehouse, revelou na terça-feira (26), após o funeral no norte de Londres, que Amy estava há três semanas sem beber. "Pai, não estou aguentando, não quero mais encarar você e todos da família deste jeito", teria dito a cantora sobre sua intenção de largar o vício.

Segundo o jornal britânico Daily Telegraph, na noite de sexta-feira (22) o médico de Winehouse visitou a casa da cantora e saiu sem preocupações com o estado de saúde dela. A polícia de Londres também revelou que nenhuma droga foi encontrada na casa. Winehouse passava por acompanhamento médico devido a seu conhecido vício em entorpecentes.

Siga o iG Cultura no Twitter

Nesta quinta-feira (28), Mitch Winehouse distribuiu as roupas de sua filha para os fãs que faziam vigília em frente à casa da cantora, no bairro de Camdem Town, em Londres. Segundo o pai da cantora, este seria o desejo de Amy.

    Leia tudo sobre: amy winehouse

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG