Amy Winehouse é alvo de extremistas islâmicos

Conflito no Oriente Médio motivou campanha de ódio contra a dupla, judia

Redação iG Música |

A cantora Amy Winehouse e o produtor e DJ Mark Ronson, responsável pelo premiado álbum Back to Black , fazem parte de uma lista de alvos de celebridades judias, elaborado por extremistas islâmicos.

A animosidade dos religiosos foi despertada pelos intensos ataques de Israel na Faixa de Faza. Os nomes de Winehouse e Ronson aparecem no fórum de um site voltado para a comunidade islâmica, numa discussão sobre quais judeus famosos poderiam ser antigidos.

Em entrevista ao jornal The Sun, o britânico Glen Jenvey, especialista em atividades anti-terroristas, afirmou que a ameaça deve ser levada muito a sério, uma vez que o site também é usado por extremistas, e que uma campanha de ódio contra a dupla deve ser iniciada.

Leia mais sobre o conflito na Faixa de Gaza no Último Segundo .

    Leia tudo sobre: amy winehousemark ronson

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG