Akon estreia canção contra escravidão na ONU

Cantor de R&B se apresenta no Dia Internacional da Memória sobre Vítimas da Escravidão

Redação iG Música |

O cantor de R&B Akon, cujo nome real é Aliaune Thiam, estreou hoje uma canção sobre escravidão na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York.

A música, intitulada "Blood Into Gold", foi gravada em colaboração com o vencedor do Grammy Peter Buffett, e toda renda levantada com ela será revertida para a organização Culture Project, que luta contra o tráfico de pessoas pelo mundo.

"Muitos dos meus amigos dos Estados Unidos não conhecem a história", disse o músico, que passou sua infância no Senegal. "A escravidão é um assunto muito importante para nós, da nova geração."

"Olhando hoje o quão longe nós chegamos, sinto-me honrado de fazer parte disso e não deixarei de colaborar. Como pessoas, nós devemos para de usar os outros para ganhar dinheiro", completou.

A aparição de Akon na sede da ONU coincide com o Day of Remembrance of the Victims of Slavery (algo como Dia Internacional da Memória sobre Vítimas da Escravidão).

    Leia tudo sobre: akon

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG