Adrien Brody elogia interpretação de Beyoncé

Cantora faz papel de Etta James em filme sobre origem do blues elétrico

EFE |

A 31ª edição do Festival Internacional de Cinema de Moscou contou hoje, véspera de sua inauguração oficial, com um convidado especial, o ator americano Adrien Brody, que apresentou seu filme "Cadillac Records", no qual atua com a cantora Beyoncé Knowles.

No evento realizado depois da divulgação do filme, recebida positivamente pelos jornalistas no histórico cinema Judózhestvenni, o ator disse sentir-se "honrado" de estar em Moscou e ressaltou que "também é divertido viajar e experimentar coisas novas".

"Os artistas russos foram uma das maiores influências no cinema e no teatro e eu respeito extremamente essa contribuição. Stanislavski é um dos instrutores e das pessoas que mais influenciaram na importância da atuação no século 20", afirmou Brody.

O filme conta a história de um pequeno estúdio de música chamado "Cadillac Records", de seu produtor, Leonard Chess, e dos artistas que apoiados por ele, como lendas da música afro-americana dos anos 50 como Muddy Waters, Little Walter, Howlin' Wolf, Etta James, Willie Dixon e Chuck Berry.

O ator afirmou que foi fácil se adaptar à história de seu personagem, já que ele adora blues, escuta Muddy Water e cresceu com a música de Johnny Lee Hooker.

Brody, que divide as telas com Beyoncé Knowles no filme, no papel de Etta James em "Cadillac Records", elogiou a interpretação cheia de sentimento da cantora americana.

"No final do filme há uma cena na qual meu personagem deve abandonar a indústria da música e ela canta uma canção de despedida.

Meus olhos se encheram de lágrima, porque em parte eu sabia, sentia e estava consciente de que nunca mais teria a Beyoncé cantando para mim. Foi tão lindo. E ela cantava para mim", disse.

    Leia tudo sobre: beyoncé

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG