Adriana Calcanhotto toca solitária no Viradão

Cantora faz show intimista e lotado durante evento carioca

Fred Leal, especial para o Último Segundo |

Adriana Calcanhotto subiu pontualmente ao palco do Teatro Carlos Gomes, na Praça Tiradentes. Com lotação esgotada, as portas foram fechadas e algumas pessoas ainda se aglomeravam do lado de fora, esperando talvez que o show fosse atrasar um pouco. Mas a casa estava lotada, com ainda alguns poucos assistindo de pé. Assumindo o formato que lhe fez popular, o da voz e violão, Adriana demonstrou intimidade com seu público, conversando entre as músicas (como lhe é peculiar, apesar da timidez).

Com um set breve, de cerca de uma hora, Adriana apresentou grandes sucessos de sua carreira, cantados baixinho pela plateia - que assistia transfixada. Usando um belo vestido verde, que contrastava com sua pele branca e cabelos pretos, a presença de Calcanhotto era mesmo magnética. Sua voz cuidadosa e doce harmoniza perfeitamente com as melodias suaves - mesmo quando tristes - de seu violão.

  • Cercada de violões no meio do largo palco do Teatro Carlos Gomes, solitária, Calcanhotto permitia-se até fazer cover de Madonna ("Music") no violoncelo e parar uma música depois de começar para anunciar: "desculpa, o tom tá errado." E após alguns dedilhados, logo veio a reparação: "opa, não tá não!" A platéia sorria junto com Adriana, que encerrou o show contando que gosta de gravar músicas dos outros porque às vezes ouve uma canção no rádio e pensa: "queria que essa música fosse minha. E às vezes é." Veio então "Vambora", cantada em uníssono pela plateia, e dessa vez, voz alta.

    No bis clamado pela plateia, Adriana ainda tocou "Oito Anos" e "Fico Assim Sem Você" - sucesso de Claudinho e Buchecha regravado por Calcanhotto no disco "Adriana Partimpim". Foi mesmo para completar a satisfação do público, que saiu do Carlos Gomes só elogios ao Viradão Carioca.

    • Leia tudo sobre: adriana calcanhotto

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG