Adele vende o maior número de álbuns em um ano desde 2004

Jovem cantora britânica vendeu mais de 5 milhões de cópias do disco "21" em 2011

Reuters |

Divulgação
"21", de Adele: sucesso de vendas trouxe ânimo à indústria fonográfica, que cresceu 3% neste ano
O álbum "21", de Adele, foi o mais vendido do ano, e isso não é de se surpreender, já que músicas de sucesso como "Rolling in the Deep" e "Someone Like You" estavam no topo das paradas de 2011. O que surpreende é que o disco, lançado pelo selo britânico independente XL Recordings, vendeu mais de 5 milhões de cópias.

A última vez que um álbum chegou ao topo das paradas de final de ano com mais de 5 milhões de cópias vendidas foi em 2004, quando "Confessions", de Usher, vendeu mais de 7,9 milhões de exemplares, segundo dados da Nielson Soundscan.

Siga o iG Cultura no Twitter

De fato, a previsão é de que as vendas no setor musical em geral encerrem 2011 com uma alta de mais de 3% em comparação ao ano passado. Não por coincidência uma alta semelhante foi registrada pela última vez em 2004.

O novo ânimo nas vendas é uma boa notícia para a indústria musical. Um mísero aumento de 1% nas vendas digitais no ano passado criou pânico geral de que o formato havia chegado à estagnação.

O analista da Nielson David Bakula atribuiu a retomada ao poder das músicas lançadas, além da maior agressividade com preços e promoções por parte das lojas.

A venda de álbuns em formato de CD ainda supera a venda em formatos digitais, em uma proporção de 2 para 1. Mas as vendas totais de músicas, incluindo singles digitais, agora estão em nível equivalente, sendo metade em CD e metade em versão digital.

    Leia tudo sobre: adeleindústria fonográficamúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG