Acusados de conspirar contra Joss Stone vão a tribunal em julho

Suspeitos foram presos na segunda-feira próximos à casa da cantora

Reuters |

Dois homens envolvidos em um suposto complô que tinha como alvo a cantora de soul Joss Stone seguiam presos nesta quinta-feira (16) depois de uma audiência judicial na Grã-Bretanha. Junior Bradshaw, de 30 anos, e Kevin Liverpool, de 33, ambos de Manchester, são acusados de conspiração para roubar e cometer lesão corporal dolosa.

Eles foram presos na cidade de Cullompton, em Devon, na segunda-feira (13), próximo à residência de Stone, de 24 anos. Bradshaw e Liverpool se mantiveram em silêncio e apenas confirmaram suas identidades durante a audiência, disse a Press Association. Eles terão de comparecer ao Tribunal de Exeter, no oeste da Inglaterra, em 1º de julho.

Uma fonte da Polícia disse à emissora de televisão BBC que os suspeitos portavam espadas, plantas do imóvel da cantora, um saco para supostamente ocultar um corpo, cordas e roupas de médicos legistas. Segundo a emissora, a Polícia começou a investigação após receber o alerta de vizinhos sobre a existência de um carro suspeito na tranquila Cullompton.

A cantora produziu sucessos como "Super Duper Love" e "Fell In Love With A Boy" e tem uma fortuna estimada em mais de US$ 14 milhões (cerca de R$ 22 milhões). Após ser informada das detenções, Joss, de 24 anos, declarou que estava "perfeitamente bem" e seguia sua vida normalmente.

*com Reuters e EFE

    Leia tudo sobre: joss stone

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG