Informação tinha sido dada por jornal australiano; músico de 61 anos deixou a banda por causa da doença

A família de Malcolm Young, fundador e ex-guitarrista do AC/DC, confirmou que ele sofre de demência. A informação tinha sido dada pelo jornal australiano "Sidney Morning Herald", mas nenhum pronunciamento oficial tinha sido feito até agora.

"Malcolm está sofrendo de demência e a família os agradece por respeitar sua privacidade", afirmaram os familiares do músico em comunicado à revista "People".

A saída de Young da banda foi anunciada oficialmente no dia 24 de setembro, mas ele já estava afastado desde abril por causa da doença, que na época não foi especificada.

Siga o iG Cultura no Twitter

Segundo o "Sidney Morning Herald", uma fonte ligada à família de Young, que não quiser ser identificada, afirmou: "Se você está com Malcolm e sai por um minuto, quando volta ele não se lembra de quem você é. Ele perdeu completamente a memória recente. Sua mulher, linda, o internou para receber cuidados o tempo todo."

Young, que tem 61 anos, não participou da gravação do novo disco do AC/DC, "Rock or Burst", que será lançado em novembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.