Músico deixou a banda por problema de saúde; segundo "Sidney Morning Herald", ele recebe tratamento na Austrália

Malcolm Young, ex-guitarrista e um dos fundadores do AC/DC, está internado em uma clínica para pacientes com demência, segundo informações do jornal "Sidney Morning Herald". 

A saída de Young da banda foi anunciada oficialmente na quarta-feira (24), mas ele já estava afastado desde abril por causa de uma doença, que não foi divulgada. Nem o grupo, nem a gravadora, Sony, confirmaram a internação por demência.

Siga o iG Cultura no Twitter

Segundo o jornal, uma fonte ligada à família de Young, que não quiser ser identificada, afirmou: "Se você está com Malcolm e sai por um minuto, quando volta ele não se lembra de quem você é. Ele perdeu completamente a memória recente. Sua mulher, linda, o internou para receber cuidados o tempo todo."

Young, que tem 61 anos, não participou da gravação do novo disco do AC/DC, "Rock or Burst", que será lançado em novembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.