Grupo sul-africano Kongos: "Começamos a questionar se seríamos bem-sucedidos"

Por Susan Souza , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Banda formada por quatro irmãos lançou o disco "Lunatic" há dois anos, mas as músicas só chamaram a atenção das rádios norte-americanas em 2014; Leia entrevista com Dylan Kongos

O sucesso crescente do grupo Kongos, formado pelos quatro filhos do músico sul-africano John Kongos, contraria a própria expectativa de seus integrantes. O disco "Lunatic", lançado em 2012, levou dois anos para despertar o interesse das rádios norte-americanas e a demora chegou a gerar dúvidas nos irmãos.

A banda sul-africana Kongos. Foto: DivulgaçãoA banda sul-africana Kongos. Foto: DivulgaçãoA banda sul-africana Kongos. Foto: DivulgaçãoA banda sul-africana Kongos. Foto: Divulgação

"O disco começou a fazer barulho na África do Sul, mas nos Estados Unidos foi bem devagar até que as rádios passasem a tocar algumas músicas.

Começamos a questionar se seríamos bem-sucedidos e a pensar em fazer novas músicas, desistir do "Lunatic" e fazer canções novas", conta o baixista Dylan Kongos ao iG.

Desde janeiro, a rotina do Kongos vem mudando. Rádios de Denver e Chicago começaram a veicular as faixas por dois anos ignoradas, o que atraiu a atenção de mais emissoras.

O som do grupo é um rock dançante que mistura acordeon com percussão africana. O resultado lembra, de leve, um pouco de Franz Ferdinand e Vampire Weekend.

"Faz apenas poucos meses desde que começamos a fazer sucesso. Foi da noite para o dia depois de 11 anos trabalhando", explica.

Na hora de trabalhar juntos, os irmãos Johnny (acordeão, teclado), Jesse (bateria, percussão), Danny (guitarra) e Dylan Kongos tentam ser democráticos.

No grupo, todos cantam e compõem. "Às vezes discordamos de algo, mas, na hora de gravar, o principal compositor da música trabalhada tem a palavra final."

Os irmãos Kongos foram criados entre a Inglaterra e a África do Sul. Atualmente, moram em Phoenix, nos Estados Unidos. Da África, sua terra natal, tiraram algumas influências principalmente percussivas.

"É um lugar muito especial e tudo isso está no nosso sangue", conta o músico. O pai, John Kongos, de 69 anos, foi o responsável por incentivar os filhos a ouvir muita música de estilos diferentes desde pequenos.

John Kongos é conhecido por "He's Gonna Step On You Again", de 1971, que serviu de referência mais do que óbvia para o sucesso "Step On", do Happy Mondays.

A faixa "Tokoloshe Man", lançada por John já nos anos 2000, também ficou conhecida quando entrou para a trilha sonora do programa "Life On Mars", da BBC One.

Junto com os filhos, John montou o selo Tokoloshe Records, que lançou o Kongos de maneira independente. Em fevereiro de 2014, o disco "Lunatic" foi relançado pelo selo Epic, do grupo Sony Music.

Leia tudo sobre: Kongosmúsicabandaentrevista

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas