Morre músico argentino Gustavo Cerati, que estava há quatro anos em coma

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Ex-guitarrista do Soda Stereo tinha 55 anos e tinha sofrido um acidente vascular cerebral em maio de 2010, após um show

Reuters

O músico argentino Gustavo Cerati, que com sua banda Soda Stereo conquistou fãs na América Latina e nos Estados Unidos, morreu nesta quinta-feira depois de ficar quatro anos em coma após um acidente vascular cerebral, afirmaram seus médicos.

Tomas Bravo/Reuters
O músico Gustavo Cerati

Cerati, um talentoso guitarrista de 55 anos, faleceu em uma clínica na cidade de Buenos Aires. "Confirmamos que hoje de manhã faleceu o paciente Gustavo Cerati em consequência de uma parada respiratória", disse a clínica ALCLA em um comunicado.

O músico havia sofrido um acidente vascular cerebral no dia 16 de maio de 2010 em Caracas depois de realizar o último show de sua turnê solo "Fuerza Natural".

Cerati será velado nesta quinta-feira na Assembleia Legislativa da Cidade de Buenos Aires.

Durante seus 15 anos de vida, a banda Soda Stereo foi uma das mais influentes do rock latino-americano, abrindo caminho para o rock progressivo em espanhol cruzar fronteiras.

Soda Stereo, integrada também pelo baixista Héctor "Zeta" Bosio e o baterista Charly Alberti, se separou em 1997 por diferenças criativas e pessoais, apesar de uma reunião em 2007 para uma turnê de despedida.

Durante sua carreira solo, na qual misturou rock e música eletrônica, Cerati ganhou seis prêmios Grammy Latino nas categorias de melhor canção, melhor álbum e como produtor, entre outros prêmios.

Leia tudo sobre: gustavo ceratisoda stereomúsica

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas