Arnaldo Baptista sobre "Lóki?": Queria provar que poderia ter uma carreira solo"

Por Susan Souza , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Disco completa 40 anos de seu lançamento em 2014; Músico anuncia retorno da turnê e uma segunda exposição de arte na Galeria Emma Thomas, em São Paulo, a partir de novembro

Após a saída dos Mutantes, "Lóki?" (Philips, 1974) foi o primeiro trabalho solo de Arnaldo Baptista. "Naquela época, quando gravei o disco, foi um investimento pessoal, algo que me permitiria ter uma vida própria", diz o artista em entrevista ao iG.

O músico Arnaldo Baptista. Foto: Fabio Heizenreder/DivulgaçãoArnaldo Baptista vai fazer um show solo no Theatro Municipal. Foto: DivulgaçãoLoki. Foto: Divulgaçãoarnaldo baptista loki. Foto: - DivulgaçãoOs Mutantes: Rita Lee cercada pelos irmãos Arnaldo Baptista e Sérgio Dias. Foto: DivulgaçãoOs Mutantes: Rita Lee cercada pelos irmãos Arnaldo Baptista e Sérgio Dias. Foto: Divulgação

O clássico disco que em 2014 celebra 40 anos de seu lançamento deu nome ainda ao documentário "Lóki" (2008) sobre a vida e carreira de Arnaldo, com direção de Paulo Henrique Fontenelle. "Eu não tinha a menor ideia de que um dia a consequência ia ser um filme sobre mim", conta o músico.

Reprodução
Capa de 'Loki?', de Arnaldo Baptista

O disco "Lóki?", além de ter sido um "investimento pessoal" segundo o próprio autor, também foi uma experimentação musical na qual usou mais pianos e menos guitarras. "Queria provar que poderia ter uma carreira solo, independente dos Mutantes, e também fazer rock sem guitarra."

Siga o iG Cultura no Twitter

Para comemorar os 40 anos do disco, Arnaldo Baptista agenda algumas atividades, como a continuação do "Sarau o Benedito?". A próxima edição acontece em 3 de agosto, no Cine Theatro Brasil Vallourec, em Belo Horizonte. O show também será feito no Rio de Janeiro e, provavelmente, retornará a São Paulo, ainda sem datas divulgadas.

Os shows fazem parte de uma turnê iniciada em 2011, na qual Arnaldo toca clássicos ao piano de cauda, como “Cê Tá Pensando que Eu Sou Loki?”, “Não Estou nem Aí”, “Jesus Come Back to Earth” e “Balada do Louco”, além de composições mais novas, como “I Don’t Care” e “Walking in the Sky”. O setlist do "Sarau" é sempre escolhido na hora.

Os shows também contam com desenhos e pinturas feitos por Arnaldo Baptista, expostos em video-cenário.

Obras feitas pelo artista vão ganhar uma segunda exposição individual, com curadoria de Márcio Harum, na Galeria Emma Thomas, em São Paulo. A mostra estará em cartaz de 20 de novembro a 10 janeiro de 2015.

Leia tudo sobre: arnaldo baptistalokidiscomúsica40 anos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas