Morre o cantor de jazz Jimmy Scott

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Admirado por artistas como Ray Charles e Lou Reed, norte-americano tinha voz incomum por causa de doença genética

Reuters

Jimmy Scott, um cantor de jazz cuja voz comovente lhe rendeu a admiração de gênios como Ray Charles e Lou Reed antes que ficasse mais conhecido por um público maior, morreu aos 88 anos, disse sua mulher neste sábado (14).

Scott morreu dormindo na sua casa, em Las Vegas, na quinta-feira, em decorrência de uma parada cardíaca, depois de um período doente, disse a sua mulher Jeannie Scott em uma entrevista por telefone.

Reuters
O cantor Jimmy Scott

Ele se tornou conhecido como o “cantor dos cantores” e era reverenciado por figuras da música como Reed, Quincy Jones e Madonna por interpretar standards da música americana com seu registro vocal característico e alto.

Sua voz incomum foi resultado de ter nascido com uma doença genética rara chamada síndrome de Kallmann, o que significava que ele nunca passou pela puberdade.

Scott disse que só depois dos seus 30 anos aprendeu a aceitar a sua voz original. “Bem, eu aprendi que era um presente e que eu era capaz de cantar desse jeito”, ele disse ao New York Times Magazine.

Leia tudo sobre: jimmy scottmúsicajazz

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas