Grupo Yo La Tengo faz show em São Paulo nesta terça (3); Guitarrista fala ao iG

Por Susan Souza , iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Banda mostra repertório antigo e o novo disco "Fade", no Cine Joia, com ingressos ainda à venda; Guitarrista fala ao iG

Ira Kaplan, um dos principais compositores do trio de indie rock Yo La Tengo, responde às perguntas com a mesma voz suave que mostra nos discos. O grupo que lidera há produtivos 30 anos é atração do Cine Joia nesta terça-feira (3). Antes de chegar a São Paulo, o YLT fez um show no Rio de Janeiro, no último sábado (31).

Georgia Hubley, Ira Kaplan e James McNew, do Yo La Tengo. Foto: DivulgaçãoYo La Tengo. Foto: DivulgaçãoYo La Tengo. Foto: DivulgaçãoO vocalista e guitarrista Ira Kaplan durante a apresentação do Yo La Tengo no SWU. Foto: Divulgação

Esta não é a primeira viagem da banda ao Brasil. Kaplan (guitarra, piano e vocais), Georgia Hubley (bateria, piano e vocais) e James McNew (baixo e vocais) vieram para alguns shows em 2001 e retornaram em 2010, quando fizeram uma apresentação ingrata no festival SWU, que aconteceu na cidade de Itu (a 100 km de São Paulo).

Leia mais entrevistas:
Sharon Van Etten: "Já chorei no meio de algumas músicas, porque são pesadas"
Vocalista do Band of Skulls fala sobre o novo disco e confirma show no Brasil
Warpaint sobre segundo disco: "Tínhamos muita energia e criatividade guardadas"

No SWU, o Yo La Tengo tocou no mesmo palco por onde passaram bandas muito diferentes em estilo, como o Avenged Sevenfold e o Linkin Park, que fechou a noite. Impacientes, fãs que aguardavam os outros grupos vaiaram a apresentação do Yo La Tengo, que foi direta e coesa, mas longe - fisicamente - de seus verdadeiros fãs.

"É, aquele festival não foi muito divertido. Foi uma oportunidade perdida, por isso é ótimo que a gente tenha voltado. Vamos tocar nossas músicas mais tranquilas e para os nossos fãs", conta Ira Kaplan ao iG, relembrando o episódio com humor.

Siga o iG Cultura no Twitter

Conhecidos também pelo vasto repertório de covers (aproximadamente 100 canções), Kaplan explica como acontece a escolha dessas canções. "Só decidimos quais vamos tocar na hora do bis." Na apresentação do Rio, o grupo tocou "Farmer's Daughter", dos Beach Boys, e "Speeding Motorcycle", que é uma parceria do YLT com Daniel Johnston.

Ira e Georgia começaram a banda em New Jersey, nos Estados Unidos, em 1984. Além de parceiros musicais, os dois também são casados. O baixista James entrou em 1992, após algumas mudanças na formação, e sua vinda acabou definindo o Yo La Tengo como um power trio. Até hoje, lançaram 13 discos de estúdio, sendo "Fade" o mais recente deles (janeiro de 2013, pela Matador Records).

Como o Yo La Tengo se mantém fiel ao próprio estilo ao longo de três décadas, sem ceder às tendências? "Não sei, é difícil responder a essa pergunta", diz Kaplan após uma pausa. "Apenas somos assim. Nunca pensamos muito a respeito. Nem sei se já fizemos isso conscientemente ou se simplesmente aconteceu."

Apesar de estar há 30 anos em atividade, o Yo La Tengo permanece discreto e fiel ao próprio portfólio, que mistura indie rock, shoegaze, pop e rock experimental. Um dos elementos que ajudaria na manutenção do amplo "estilo Yo La Tengo", diz Kaplan, são as atividades variadas. "Não ficamos em um ciclo de fazer disco e sair em turnê, fazer outro disco e sair em turnê. Sempre há muitas coisas diferentes acontecendo."

Em 2001, o YLT gravou "The Sounds of the Sounds of Science", trilha sonora para oito minidocumentários do diretor Jean Painlevé. Como colaboradores, trabalharam com Yoko Ono no disco beneficente "Wig In A Box: Songs from & Inspired by Hedwig and the Angry Inch" (2003), entre discos de covers e outros projetos.

Ao olhar para sua discografia com o Yo La Tengo, Kaplan prefere não escolher seu trabalho preferido, mas afirma saber "o que as outras pessoas pensam", referindo-se possivelmente ao álbum "I Can Hear the Heart Beating as One", de 1997, que está na lista dos "100 melhores discos dos anos 1990" da revista Rolling Stone.

"Não tem uma música específica que a gente toque em todos os shows, exceto quando pedem. Das músicas antigas, elas sempre mudam um pouco, algumas mais do que as outras. Gosto de abordar os 30 anos em que estamos juntos em sua totalidade, em vez de dar destaque à uma música ou a um disco específico."

Popload Gig com Yo La Tengo
Cine Joia (pça Carlos Gomes, 82, Liberdade - São Paulo)
Dia 03/6, às 20h (abertura da casa), show previsto para as 22h
Ingressos: R$ 80 (meia) a R$ 160 (inteira)
Vendas na bilheteria da casa (segunda a sexta, das 14h às 18h) e no site da casa 

Leia tudo sobre: Yo La TengoshowigspIra KaplanCine Joiamúsicaentrevista

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas