Roqueiro confessa que tentou contratar pistoleiro para assassinar a ex-mulher

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Norte-americano Tim Lambesis, da banda As I Lay Dying, pode pegar até nove anos de prisão

Divulgação
Tim Lambesis, vocalista da banda As I Lay Dying

Vocalista da banda de rock As I Lay Dying, o norte-americano Tim Lambesis confessou que tentou contratar um pistoleiro para matar a ex-mulher.

O roqueiro agora pode pegar até nove anos de prisão, segundo informações da revista "Billboard". O caso é julgado em uma corte em Vista, na Califórnia, e a sentença deve ser dada em maio.

Siga o iG Cultura no Twitter

Lambesis foi preso em maio de 2013, acusado de ter pago US$ 1 mil e dado o endereço da ex-mulher para um agente policial disfarçado de matador de aluguel.

A promotora do caso afirma que Lambesis concordou em pagar US$ 20 mil para matar a ex-mulher, chamada Megan. Segundo a promotora, o roqueiro confirmou ao policial disfarçado que queria que a mulher fosse morta.

Antes da entrar em contato com o policial disfarçado, Lambesis já havia expressado o desejo de assassinar a ex-mulher a um personal trainer de uma academia. Ele reclamava que a mulher estava dificultando visitas aos três filhos e o processo do divórcio. O personal trainer então avisou a polícia.

Lambesis e Megan foram casados por oito anos. Nos papeis do divórcio, a mulher afirma que Lambesis era obcedado com o próprio corpo e gastava dinheiro de maneira irresponsável. Um advogado de Lambesis chegou a afirmar, em 2013, que o roqueiro estaria com o juízo abalado devido ao uso de esteroides.

A banda As I Lay Dying foi formada por Lambesis em 2000 em San Diego. O grupo lançou seis discos - o mais recente, "Awakened", saiu em 2012.

Leia tudo sobre: tim lambesisas i lay dyingmúsica

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas