O músico Ernesto Paulelli foi amigo do sambista e homenageado na canção "Samba do Arnesto", de 1953

Ernesto Paulelli
Reprodução
Ernesto Paulelli

"O Arnesto nos convidô prum samba, ele mora no Brás, Nóis fumo e não encontremos ninguém, Nóis vortemo cuma baita de uma reiva", cantava Adoniran Barbosa em "Samba do Arnesto", música dedicada ao amigo Ernesto Paulelli, que morreu nesta quarta-feira (26), aos 99 anos.

Ernesto faria 100 anos em 15 de dezembro de 2014 e também foi músico. Ele estava internado desde sexta-feira (21) e morreu de causas naturais. O velório será no Cemitério do Araçá a partir das 11h de quinta-feira (27). O enterro está marcado para às 12h.

A amizade entre Ernesto e Adoniran começou nos anos 1930 e a homenagem em forma de "Samba do Arnesto" foi lançada em 1953. Antes de ser músico, Ernesto foi engraxate. Trabalhou ainda tocando violão em cantinas paulistanas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.