Sem acordo, pista de skate de Chorão em Santos deve ser demolida

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Campanha encabeçada pelo músico Tico Santa Cruz não conseguiu reverter decisão de proprietários

O grupo liderado por Tico Santa Cruz, líder do Detonautas, não conseguiu entrar em acordo com os proprietários do terreno em Santos (SP) onde funciona a pista de skate idealizada por Chorão, músico morto no ano passado. Com isso, a demolição do espaço, iniciada no dia 10, deverá ser concluída.

Santa Cruz encabeçou uma campanha para impedir a demolição da pista, que tinha sido fechada em setembro de 2013 por  falta de recursos financeiros e dívidas.

O cantor Chorão, do Charlie Brown Jr, morto em 2013. Foto: Facebook/ReproduçãoO cantor Chorão, do Charlie Brown Jr, morto em 2013. Foto: Facebook/ReproduçãoChorão era o vocalista da banda Charlie Brown Jr., que estourou nos anos de 1990. Foto: DivulgaçãoChorão foi o único integrante a permanecer em todas as formações da banda. Foto: Facebook/ReproduçãoO vocalista do Charlie Brown Jr, Chorão. Foto: DivulgaçãoChorão e Champignon, vocalista e baixista do Charlie Brown, tiveram várias brigas. Foto: ReproduçãoChorão em participação especial no programa 'Caldeirão do Huck',  na Globo. Foto: DivulgaçãoEntre as parcerias feitas por Chorão na música está a formada com o cantor Gabriel, O Pensador. Foto: Divulgação

Pelas redes sociais, ele conseguiu a colaboração de celebridades como Sônia Abrão, Luciano Huck e João Paulo Diniz, que ofereceram pagar, cada um, um mês do aluguel de R$ 21 mil reais. O pagamento era mantido por Chorão até sua morte, em março de 2013, vítima de overdose de cocaína.

Empresas, fãs e artistas como Cone Crew, MV Bill, Fresno e Tihuana também colaboraram, assim como a prefeitura de Santos, que ficaria responsável pela manutenção e administração do espaço uma vez que a questão financeira fosse resolvida.

Saiba mais: Todas as notícias sobre a morte de Chorão

André Freitas/AgNews
O cantor Tico Santa Cruz

Segundo Santa Cruz, os proprietários disseram que não aceitariam o acordo pelo fato de o grupo não ter um fiador. O cantor disse ter oferecido o pagamento de um seguro fiança, não aceito pelos donos.

"Não há vilões nessa história. É um terreno privado, de uma família que vive desse imóvel e que precisa de suas garantias, seja qual o critério que tenham julgado e usado para decidir", escreveu o cantor no Facebook.

Siga o iG Cultura no Twitter

"Nós respeitamos a decisão de que os proprietários não querem mais manter o local com a pista de Sk8. Como pedido, e como foi dada a minha palavra, não vamos mais insistir. Eu apenas me dou o direito de ficar muito triste com essa escolha, depois de tudo que fizemos. Mas negócios são negócios. E num mundo onde o dinheiro vale mais que sonhos, não os culpo e nem vou julgá-los por tal escolha. Devem ter seus motivos e eles serão respeitados por todos nós."

Santa Cruz ainda afirmou que Chorão "deve estar feliz" com a campanha. "Certamente ele viu o quanto tem verdadeiros aliados e fãs que o consideram e o tem como ídolo. Chorão foi desde a minha adolescência uma referência para mim e para minha banda. E como ser humano, aprendi muito com suas músicas e se como pessoa pública eu poderia ajudar a manter um legado que foi tão importante em sua vida, por que eu deveria me omitir ou ignorar esse chamado?"

Leia tudo sobre: chorãocharlie brown jrmorte de chorãotico santa cruzskatesantos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas