Morre o italiano Claudio Abbado, um dos maestros mais respeitados do mundo

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Durante a carreira, ele foi diretor da Orquestra Filarmônica de Berlim e diretor musical do Teatro alla Scala, em Milão

O maestro italiano Claudio Abbado, ex-diretor da Orquestra Filarmônica de Berlim e ex-diretor musical do Teatro alla Scala, de Milão, morreu aos 80 anos após uma longa doença. A notícia foi divulgada nesta segunda-feira (20).

Claudio Abbado
O maestro italiano Claudio Abbado

Tido como o maior regente do mundo pelo jornal "Financial Times", Abbado foi cerimonialmente nomeado senador italiano vitalício pelo presidente Giorgio Napolitano em agosto do ano passado.

Siga o iG Cultura no Twitter

Abbado foi diagnosticado com câncer em 2000, mas três anos depois formou a orquestra de Lucerna, pessoalmente selecionando cada um da maior parte dos membros.

O maestro voltou a lutar contra a doença em maio de 2010, forçando o La Scala a cancelar os concertos que ele teria que conduzir.

Abbado também foi diretor musical da Ópera de Vienna entre 1986 e 1991 e foi maestro convidado da Orquestra Sinfônica de Chicago.

Com Reuters

Leia tudo sobre: claudio abbadomúsicaópera

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas