Em 1985, músico participou de campanha de Steven Van Zandt pelo fim do apartheid

Reuters

Bruce Springsteen e a E Street Band vão se apresentar pela primeira vez na África do Sul, quase 30 anos depois de seu guitarrista Steven Van Zandt ter liderado uma campanha de músicos de rock contra o apartheid.

Os shows estão programados para 28 e 29 de janeiro do ano que vem na Cidade do Cabo e 1º de fevereiro em Johannesburgo, de acordo com o site de Springsteen.

Rock in Rio: Springsteen toca "Born in the U.S.A." inteiro e promete voltar

As apresentações fazem parte da turnê "Wrecking Ball", que levou o veterano roqueiro a percorrer os Estados Unidos, Europa e América Latina nos últimos 18 meses. O show seguirá para a Austrália, Nova Zelândia e África do Sul.

Siga o iG Cultura no Twitter

Van Zandt fundou o movimento Artistas Unidos contra o Apartheid, em 1985. Com Springsteen, Bob Dylan e outros astros, ele gravou "Sun City" - um protesto contra a cidade dos cassinos localizado no bantustão de Bophuthatswana, nominalmente independente, que pagava enormes quantias a artistas menos politicamente motivados para se apresentarem lá.

O apartheid foi encerrado após a eleição de Nelson Mandela para presidente do país, em 1994.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.