Aerosmith destaca a paixão do público sul-americano: "Isso nos inspira"

Por Nina Ramos , iG Rio de Janeiro |

compartilhe

Tamanho do texto

A banda participou de coletiva no Rio e falou sobre a turnê “The Global Warming World Tour”

O atraso de mais de 30 minutos para o início da coletiva do Aerosmith, realizada nesta quinta-feira (17) no Copacabana Palace, no Rio, foi deixado de lado assim que os integrantes do grupo entraram no Salão Azul.

Aerosmith em coletiva de imprensa no Rio. Foto: AgNewsAerosmith em coletiva de imprensa no Rio. Foto: AgNewsAerosmith em coletiva de imprensa no Rio. Foto: AgNewsAerosmith em coletiva de imprensa no Rio. Foto: AgNewsAerosmith em coletiva de imprensa no Rio. Foto: AgNews

Super bem-humorada, a banda, liderada por Steven Tyler e Joe Perry, trocou um papo cheio de brincadeiras e ótimas respostas por 40 minutos com a imprensa. No final, teve até foto com os jornalistas, pedida pelo próprio vocalista. "Nós nunca fazemos isso. Quero uma foto geral com todos", pediu o vaidoso Tyler, de 65 anos, que tinha ao lado do painel montado para as fotos um espelho de corpo inteiro para conferir a pose.

Nina Ramos/iG Rio de Janeiro
Aerosmith posa com jornalistas

Passado o momento tietagem, o Brasil é parada da turnê “The Global Warming World Tour”, que promove o último trabalho da banda, “Music From Another Dimension”. Curitiba foi o primeiro lugar que recebeu o show do Aerosmith, na noite de terça (15). Nesta sexta (18), é a vez do Rio de Janeiro, seguido por São Paulo (dia 20, no festival Monsters of Rock) e, para fechar, Brasília (dia 23).

Quando pedido para definir a passagem pelo Brasil em uma única palavra, Tyler foi categórico: “paixão”. “Toda a América do Sul, na verdade, é quente, calorosa, apaixonante. Nós julgamos pelo público, como ele recebe a música. Os japoneses, por exemplo, prestam bastante atenção nas letras e, ao final, dão um grito de ‘ahhhh’ e só”, contou, para Joe completar: “Aqui, a emoção retorna da plateia. A espontaneidade é muito viva, temos uma resposta da plateia. Isso nos inspira a fazer shows melhores”, disse.

Siga o iG Cultura no Twitter

Com mais de 40 anos de estrada, muitos hits, prêmios e número um em listas de álbuns mais vendidos, os músicos (além de Perry e Tyler, Joey Kramer e Brad Whitford estavam na coletiva) avaliaram a carreira e, sem dúvida, garantem fôlego para continuar fazendo o que mais amam na vida.

“Baseado no passado, o futuro parece muito bom (risos). Nós amamos o que fazemos. No fim do dia, olhamos em volta e não nos sentimos tão mal”, disse Steven. “O que mais gostamos de fazer é acordar e tocar, então não tem motivo enxergar um fim”, completou Joe.

Sobre o novo disco, o Aerosmith afirmou que lançou o que os fãs mais pediam. “Capturamos o antigo estilo da banda. Trabalhamos com nosso antigo produtor e buscamos de volta nossas raízes”, disse o vocalista. “Esse é o disco mais próximo do que fazíamos no passado. As músicas vieram do mesmo lugar que vieram nos anos 70”, falou Joe.

Fazendo o mesmo sucesso que no passado ou não, Tyler bateu novamente na tecla que o prazer é o que importa mais: “Se nós nos importamos em estar no topo? Claro. Mas continuamos a fazer música e vamos ver o que dá. E ‘vive la différence’”.

Em determinado momento, os veteranos foram perguntados o que seria mais complicado: se manter no topo ou chegar lá? “É difícil chegar, mas é mais difícil ainda se manter”, disparou Joey Kramer. A banda destacou que o cenário atual do rock produz muito e muitas coisas boas, mas que o Aerosmith “não caça tendências, as tendências é que nos caçam”.

Ausência de Tom Hamilton

O baixista Tom Hamilton foi recentemente substituído por David Hull, que acompanha Joe Perry em projeto solo. Com ausência de Hamilton, que passou por um tratamento de câncer, Brad Whitford comentou sobre o substituto:  “David é um velho amigo, já tocamos juntos há muitos anos e isso facilita muito para nós”.

Tyler pontuou que Hamilton chegou a tocar nos três primeiros shows na América Latina (Costa Rica, Venezuela e Uruguai) e que é bom que o parceiro tire um tempo para “cuidar de si mesmo”. “Ele está bem, se cuidando”.

Leia tudo sobre: aerosmithmúsicashowcoletiva

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas