Evento demorou 15 anos para acontecer novamente em São Paulo; Aerosmith, Whitesnake e Slipknot participam

O festival Monsters of Rock terá sua quinta edição em São Paulo após um hiato de 15 anos. Em 1998, o evento trouxe nomes como Dream Theater, Manowar, Megadeth e Slayer. 

Siga o iG Cultura no Twitter

Em 2013, o festival terá como mestre de cerimônia o simpático apresentador norte-americano Eddie Trunk, conhecido pelo programa de TV "That Metal Show" .

No dia 19 de outubro, sábado, passam pelo palco da Arena Anhembi os grupos Slipknot, Korn, Limp Bizkit, Killswitch Engage, Hatebreed, Gojira e Hellyeah.

Já no dia 20, domingo, o festival terá shows dos grupos Aerosmith, Whitesnake, Ratt, Buckcherry, Queensrÿche, Dokken e Dr. Sin.

Pela primeira vez no Brasil, os veteranos do Ratt prometem um show enérgico: "Vamos passar por vários momentos da carreira, estamos montando diferentes setlists e ensaiando para ter a energia bem alta para esse show", conta ao iG o baterista Bobby Blotzer.

Formado em 1976 na Califórnia, o Ratt é tido como um grupo de glam-metal, denominação que Blotzer desconsidera: "Somos uma banda de hard rock. É ótimo porque funcionamos bem, as pessoas vêm para assistir a esse tipo de grupo", esclarece o músico.

Ratt
Divulgação
Ratt

O Ratt tem sete discos de estúdio lançados e prepara atualmente um álbum inédito. "Espero que o próximo disco seja tão bom quanto a expectativa." O novo trabalho tem lançamento previsto para meados do ano que vem.

A banda de death metal francês Gojira também é uma atração que vem pela primeira vez ao País. Os fãs do grupo são tão empenhados que chegaram a lançar uma petição online para trazê-los.

Para o show no Monsters, o baterista Mario Duplantier conta que o setlist será curto, porém dedicado a um pouco de cada um de seus cinco discos com destaque para "L'Enfant Sauvage", lançado em 2012.

Gojira
Divulgação
Gojira

Com o Gojira desde 1996, Mario explica como os integrantes fazem para manter a energia do grupo em alta. "Gostamos das mesmas músicas e dos mesmo assuntos. Tentamos nos comunicar muito porque é fácil deixar que coisas ruins aconteçam. Nossa regra é conversar o tempo todo", conta.

Os brasileiros do Dr. Sin tocaram na primeira edição brasileira do Monsters, que aconteceu em 1994. "Temos várias lembranças lindas do line-up, que tinha grupos como Kiss, Black Sabbath e amigos nacionais. Além de curtir e tocar nós ainda vimos outras bandas", relembra Andria Busic, baixista da Dr. Sin.

Dr. Sin
Divulgação
Dr. Sin

Com 20 anos de carreira, o Dr. Sin hoje "tem cinco discos a mais para escolher as músicas" em comparação ao show de 1994, explica Busic. O músico ainda adianta os dois convidados que participarão da apresentação no domingo: o vocalista Edu Falaschi (Almah) e o guitarrista Demian Tiguez (Anjos de Resgate).

História

O Monsters of Rock foi originalmente criado na Inglaterra para contemplar o público fanático por bandas de hard rock e metal, no começo dos anos 1980.

Realizado em vários países como Holanda, Espanha, Itália, Alemanha, Argentina Chile e na antiga União Soviética, criou uma marca de rock forte entre os anos 1980 e 1990.

O Brasil recebeu o evento quatro vezes, nos anos de 1994, 1995, 1996 e 1998, pelo qual passaram grupos como Suicidal Tendencies, Black Sabbath, Kiss, Faith No More, Alice Cooper, Skid Row, Iron Maiden, entre outros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.