"Um pessoal do Japão avaliou minha pele em R$ 79 milhões", disse o ex-pastor Marcos Motolo

É quase impossível não passar pelo ex-pastor Marcos Motolo e reparar seu "tesouro" registrado na pele. O homem de 40 anos tem 90% do corpo coberto por desenhos inspirados na banda Iron Maiden. "E se alguém tentar quebrar meu recorde, faço mais e volto para a liderança", avisou ele, que hoje conta com 172 imagens rabiscadas.

Neste domingo (22), último dia da maratona Rock in Rio 2013 , Marcos desfilava pela Cidade do Rock apenas de short com seu certificado do Ranking Brasil concedido pelo Guinness Book, o livro dos recordes, nas mãos. Vários fãs abordaram o presidente do fã-clube Piece of Maiden para tirar foto.

"Eu já era o detentor de muitas coisas da banda. Quando eu morrer, essas coisas seriam retirada de mim. Por isso, comecei a tatuar os pôsteres e outros desenhos inspirados no Maiden para levar para o caixão. Isso ninguém vai tirar de mim", contou o fã.

Marcos se gabou dizendo que todas as suas tatuagens são em 3D, "porque fiz em articulações e em lugares de movimento". "Um pessoal do Japão avaliou minha pele em US$ 36 milhões (R$ 79 milhões), mas a Interpol me contatou dizendo que era proibido vender tecidos humanos. Eu já tinha aceitado para vender depois de morrer", contou o fã número 1 de Maiden.

Casado, Marcos tem um filho que, claro, também recebeu homenagem: "Ele se chama Steve Harris, igual ao baixista e fundador da banda". Já a mulher do fã não é adepta de tatuagens e apenas admira os desenhos do marido. "Ela olha de longe, só", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.