Anúncio foi feito por Roberta Medina neste sábado

Roberta Medina em entrevista no Rock in Rio 2013
Vivian Fernandez/iG
Roberta Medina em entrevista no Rock in Rio 2013

Em coletiva de imprensa realizada neste sábado (21) na Cidade do Rock, Roberta Medina anunciou o retorno do evento em 2015 ao Rio de Janeiro.

"E digo mais: em 2015 o festival comemora 30 anos. Vamos pensar em algo bem especial", disse a empresária, ao lado do pai, Roberto Medina, e dos patrocinadores oficiais.

"O desafio ainda não acabou. Até o último morador deixar a Cidade do Rock, nossa responsabilidade é grande. Mas já conseguimos ter ideia de números impressionantes, como a redução do lixo com a campanha que apoiamos junto da Prefeitura da cidade", disse Roberta. Segundo Pedro Paulo, secretário-chefe da Casa Civil, o Rock in Rio 2013 contabilizou, até o momento, uma redução de 20% no volume de lixo interno e externo recolhido pela Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana).

Veja abaixo imagens da sexta-feira do Rock in Rio 2013

Roberto relembrou o início do festival, há 28 anos. "Hoje o Rock in Rio é referência de som e modelo de festival. Outros concertos são maiores e melhores no mundo inteiro. O festival movimenta mais de 13 mil pessoas trabalhando na Cidade do Rock, a indústria hoteleira da cidade está fervilhando e existe um impacto na economia do Rio", pontuou.

Outro dado curioso apontado é sobre o número de visitantes total de todas as edições da festa (são 13, sendo cinco no Brasil, cinco em Portugal e três na Espanha). "Não sabemos exatamente quem, nem que horas, mas hoje o Rock in Rio recebe seu visitante número 7 milhões", revelou Roberta.

Sobre o futuro, como já havia adiantado em entrevista ao iG , Roberto afirmou que quer levar o festival aos Estados Unidos. "Também quero abrir mais um episódio na América Latina. Estamos trabalhando para isso. Meu sonho é colocar grandes telões espalhados por capitais para transmitir o evento ao vivo. Quero colocar um na Times Square em 2015. Não sei como vai ser com direito de transmissão e etc, mas é um sonho".

Questionado sobre a redução no número de ingressos (neste ano, o evento tem 15 mil pessoas a menos do que em 2011), Roberto disse que pensa no conforto do seu público. "Quinze mil por dia já é um festival, né? Claro que como empresário, quanto mais gente, mais movimentação. Mas o dinheiro vem quando a experiência também é boa. Temos que entregar um bom produto para o espaço ser melhor. Por mim, se eu ainda tivesse que fazer alguma coisa, diminuiria em mais 5 mil", confessou.

Segundo os organizadores, somando as edições brasileiras, portuguesas e espanholas, se apresentaram nos palcos do Rock in Rio mais de 1.120 atrações, totalizando cerca de 1.070 horas de música. Houve transmissão para mais de 1 bilhão de telespectadores em praticamente todo o mundo, pela TV e pela internet.

Ainda de acordo com os organizadores, o investimento na marca ultrapassou US$ 495 milhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.