Apresentação aconteceu neste sábado (21) no palco Sunset do festival

O público ainda estava sob efeito do show do Skank , que abriu o Palco Mundo neste sábado (21), mas bastou o Gogol Bordello montar seu picadeiro no Sunset para atrair um bom número ao gramado do palco secundário do Rock in Rio, que correspondeu bem ao "punk" da banda cigana, liderada por Eugene Hütz.

A energia do vocalista é eletrizante. O show começou bem, com "We Rise Again", com seus integrantes pulando feito pipoca de um lado para o outro do palco. De calça pescador e colete, Eugene grita no tom, chama as palmas, joga o pedestal de um lado para o outro e roda com o violão pelo corpo. Tudo "bagunçadamente" ensaiado.

Saiba tudo sobre o Rock in Rio

"Not A Crime", "Wonderlust" e "My Companjera" foram na sequência, sempre com ritmos quentes. Gogol tem no palco violão, bateria, violino, sanfona, pratos, rock, punk, rap, pop... É um pouco de tudo bem temperado, com loucura suficiente para atrair a atenção de quem passa e qualidade para prender o público.

O carisma de Eugene também ajuda. Em "Purple", ele levou a plateia do gargarejo à loucura quando jogou vinho direto da garrafa no povo. "A família Gogol Bordello ama o Brasil", disse.

Como o Sunset é o palco dos encontros musicais, quem entrou na farra foi Lenine e seus urros de leão. O brasileiro apimentou a festa de Eugene com "O Mundo", "Alzira" e "Malandrino". De presente para o povo, "Pagode Russo" fechou o show de maneira mais que positiva.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.