Dinho Ouro Preto, no Rio: "Rock and roll brasileiro está de luto essa semana"

Por Susan Souza , enviada especial ao Rio de Janeiro | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Grupo de Brasília toca "Só os Loucos Sabem" em homenagem aos integrantes mortos do Charlie Brown Jr.

"O Rock and roll brasileiro está de luto essa semana. Eu quero dedicar esse show à memória do Champignon, ao Charlie Brown Jr. e ao Chorão. É difícil entender o que aconteceu", disse o vocalista Dinho Ouro Preto em apresentação do Capital Inicial no Rock in Rio.

Show do Capital Inicial no Rock in Rio 2013. Foto: Felipe Panfili/AgNewsShow do Capital Inicial no Rock in Rio 2013. Foto: AgNewsShow do Capital Inicial no Rock in Rio 2013. Foto: AgNewsShow do Capital Inicial no Rock in Rio 2013. Foto: AgNewsShow do Capital Inicial no Rock in Rio 2013. Foto: AgNewsShow do Capital Inicial no Rock in Rio 2013. Foto: AgNewsShow do Capital Inicial no Rock in Rio 2013. Foto: Felipe Panfili/AgNewsShow do Capital Inicial no Rock in Rio 2013. Foto: Felipe Panfili/AgNewsShow do Capital Inicial no Rock in Rio 2013. Foto: Felipe Panfili/AgNewsShow do Capital Inicial no Rock in Rio 2013. Foto: Felipe Panfili/AgNewsShow do Capital Inicial no Rock in Rio 2013. Foto: Felipe Panfili/AgNewsShow do Capital Inicial no Rock in Rio 2013. Foto: Felipe Panfili/AgNews

O grupo foi a primeira atração a passar pelo palco Mundo neste sábado (14). A homenagem vem na mesma semana da morte de Champignon, ex-integrante do Charlie Brown Jr. e da Banca, que se suicidou na madrugada de segunda-feira (9). Há seis meses, Chorão, vocalista do mesmo grupo, morreu de overdose.

Cantada praticamente sozinha pela plateia, "Só os Loucos Sabem", do Charlie Brown Jr., rendeu um dos melhores momentos das apresentação. "A gente tinha um respeito muito grande por essa banda", completou Dinho. Outra cover, "Mulher de Fases", dos Raimundos, também foi tocada e cantada com empolgação pelo público.

Do repertório do Capital Inicial, foi feito um apanhado dos 30 anos de carreira do grupo de Brasília, com músicas mais antigas como "Natasha" e "Independência", além de canções mais novas como "O Bem, o Mal e o Indiferente", que abriu o show, e "O Lado Escuro da Lua".

Leia mais: Dinho Ouro Preto mostra tatuagem feita no Rock in Rio

Relembrando a cena roqueira de Brasília, Dinho exaltou o Aborto Elétrico, grupo do qual Renato Russo (Legião Urbana) e Fê e Flávio Lemos (Capital Inicial) fizeram parte no final dos anos 1970. "Conheci esse som quando tinha 16 anos", relembrou o vocalista, que cantou "Fátima" em seguida.

Aproveitando o contexto das manifestações pelo País, Dinho Ouro Preto disse que "poucas coisas nos dão prazer: o rock e falar mal de política" antes de cantar a faixa "Saquear Brasília". "Quando eles (os políticos) olham de lá (de Brasília), eles vêem os cidadãos assim", colocando, em seguida, um nariz de palhaço. 

Com pirotecnia ao final, o Capital fechou seu show, o quarto em um Rock in Rio (o grupo tocou ainda em 1991, 2001 e 2011), com "Veraneio Vascaína", de 1986, composição também do Aborto Elétrico que lançada no primeiro disco de estúdio do Capital Inicial.

Neste segundo dia de Rock in Rio ainda passam pelo palco Mundo os grupos 30 Seconds to Mars, Florence and The Machine e os britânicos do Muse.

Leia tudo sobre: rock in riocapital inicialmúsica

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas