Uma semana antes de morrer, músico falou durante cerca de 2h sobre o amigo; "Foi super acessível", diz cineasta

Apenas uma semana antes de morrer, o ex-baixista do Charlie Brown Jr. Champignon deu um depoimento de cerca de duas horas para o documentário "Marginal Alado", que conta a trajetória do vocalista da banda, Chorão , vítima de overdose de cocaína em março.

A notícia da morte de Champignon, que cometeu suicídio nesta segunda-feira (9), pegou tão de surpresa os responsáveis pelo filme - Felipe Elias, Victor Stockler e Roberta Ramos - que eles mesmos não sabem como o depoimento do músico será utilizado no longa.

Veja todas as notícias sobre a morte de Champignon

"O foco do filme não é o Champignon, é o Chorão. Vamos ter de sentar e ver como abordar uma entrevista dada por alguém que não está mais vivo", afirmou Elias, 23 anos, em entrevista ao iG . "Não queremos publicidade em cima da morte do Champignon ou passar qualquer imagem de desrespeito."

Leia também: Corpo de Champignon é velado em Santos

Sem revelar detalhes do depoimento dado pelo músico, Elias afirmou que a conversa girou em torno da convivência de mais de 20 anos com Chorão, o surgimento do Charlie Brown Jr., as preferências musicais e a relação de amizade entre os integrantes da banda.

O depoimento durou cerca de duas horas e foi gravado no dia 2 em Santos, cidade natal tanto de Chorão e Champignon quanto dos cineastas. "Foi super legal, super tranquilo. Ele foi super acessível", contou Elias, acrescentando que o ex-baixista do Charlie Brown Jr. tinha "muitas histórias boas para contar". "Que bom que ele vai estar presente (no filme)."

Imagem de arquivo mostra Champignon durante homenagem a Chorão
Carlos Junior/Futura Press
Imagem de arquivo mostra Champignon durante homenagem a Chorão

"Marginal Alado" é fruto da admiração dos três cineastas - que cresceram ouvindo Charlie Brown Jr. - por Chorão. Eles não tinham intimidade com os integrantes da banda, apesar de por vezes os encontrarem nas ruas de Santos.

"Achamos que a cobertura da morte de Chorão deixou em evidência um lado que acabou empobrecendo o legado, o talento, o trabalho social que ele apoiava. Nossa ideia era documentar isto de forma mais abrangente", disse Elias.

Mais sobre a morte de Champignon:
"Champignon estava tristonho", diz produtor
Veja vídeo do último show de Champignon
Ainda em luto por Chorão, fãs prestam homenagem
Disco inédito do Charlie Brown Jr. sairá neste mês
Mulher de Champignon está grávida de 5 meses
"Perdi mais um irmão, diz Junior Lima; veja repercussão
Fotos: Relembre a trajetória de Champignon

O primeiro desafio foi abordar o grupo e a família de Chorão logo após sua morte. De acordo com Elias, o filho do músico e outros familiares foram atenciosos, aceitaram gravar depoimento e passaram alguns contatos.

O financiamento para o projeto foi feito através de crowdfunding, numa campanha que arrecadou quase R$ 42 mil reais, acima da meta de R$ 35 mil. "Acabamos também divulgando o projeto e criando uma base de apoio muito boa. Recebemos até oferta de ajuda profissional", contou.

Os cantores Marcelo Nova e Otto são outros dos entrevistados de "Marginal Alado", que deve entrar em pós-produção em outubro. Os cineastas ainda não têm nenhum acordo para a distribuição do longa nem previsão de estreia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.