Familiares, amigos e fãs se despedem do músico que integrou Charlie Brown Jr. e A Banca

O corpo do músico Luiz Carlos Leão Duarte Junior, conhecido como  Champignon está sendo velado no cemitério Memorial Necrópole Ecumênica, em Santos (litoral paulista), nesta terça-feira (10).

O ex-baixista do Charlie Brown Jr. e vocalista do grupo A Banca cometeu suicídio  em seu apartamento em São Paulo na madrugada de segunda (9). O enterro será realizado às 15h no Memorial, mesmo cemitério em que Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr., foi sepultado em março, após overdose de cocaína .

Veja todas as notícias sobre a morte de Champignon

O corpo de Champignon chegou ao Memorial ainda na noite de segunda, depois de ter sido liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo.

De início, amigos e familiares foram os únicos a ter acesso ao Salão Nobre do cemitério, espaço no qual ele é velado. No início da madrugada, fãs e curiosos foram autorizado a entrar.

Por volta das 4h, a família voltou a fechar o acesso do público. A atual mulher de Champignon, Cláudia Campos, grávida de cinco meses, chegou ao local e pediu para que apenas as pessoas mais próximas do músico pudessem entrar.

Durante toda a noite, os pais e os irmãos do baixista permaneceram no cemitério. O acesso ao público voltou a ser aberto pela manhã.

Mais sobre a morte de Champignon:
"Champignon estava tristonho", diz produtor

Veja vídeo do último show de Champignon
Ainda em luto por Chorão, fãs prestam homenagem
Disco inédito do Charlie Brown Jr. sairá neste mês
Mulher de Champignon está grávida de 5 meses
"Perdi mais um irmão, diz Junior Lima; veja repercussão
Fotos: Relembre a trajetória de Champignon

Imagem de arquivo mostra Champignon durante homenagem a Chorão
Carlos Junior/Futura Press
Imagem de arquivo mostra Champignon durante homenagem a Chorão

Além dos integrantes de A Banca (Thiago Castanho, Bruno Graveto e Marcão), passaram pelo local o ex-baterista do Charlie Brown Jr. Pinguim; o vocalista da banda NX Zero, Di Ferrero; e o cantor e compositor Kiko Zambianchi.

Este último tinha visto o músico havia menos de uma semana, quando o visitou em sua casa. “Triste. Ninguém esperava”, disse Zambianchi.

Também esteve no velório, ainda na noite de segunda-feira, a primeira filha do baixista, de 8 anos, acompanhada da mãe (a primeira mulher de Champignon). Ambas moram em Jundiaí, no interior de São Paulo, mas tinham um relacionamento próximo com o músico.

Familiares afirmam que ele era "um grande pai e super carinhoso" e que a criança, por vontade própria, não deverá acompanhar o enterro.

Champignon em frente ao prédio onde Chorão foi encontrado morto, em março deste ano
Futura Press
Champignon em frente ao prédio onde Chorão foi encontrado morto, em março deste ano

Luiz Carlos Leão Duarte Junior, como era batizado Champignon, nasceu em Santos, onde o Charlie Brown Jr. se formou, e tinha 35 anos.

De acordo com a delegada Milena Suegama, do 89º Distrito Policial, Champignon deu dois tiros em seu apartamento na madrugada de segunda-feira, após uma discussão com a mulher. O primeiro no chão, para testar a arma; o outro, na lateral direita da cabeça. 

Autoridades encontraram a arma nas mãos de Champignon. Não havia drogas, tranquilizantes ou antidepressivos no apartamento, que estava arrumado.

Depois da morte de Chorão, Champignon passou a liderar A Banca, formado por remanescentes do Charlie Brown Jr . Em 2008 e 2009 participou também de Nove Mil Anjos, banda de rock que tinha Junior Lima entre os integrantes.

Relembre a trajetória de Champignon:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.