"Todos que curtem o samba sabem que nunca vai acabar", diz Dodô, do grupo Pixote

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Grupo comemora 20 anos de carreira com CD e DVD gravados em julho, em São Paulo

Divulgação
Pixote comemora 20 anos de carreira

Eles ainda adolescentes quando formaram o Pixote, em 1993, e tinham uma média de 16 anos de idade. À época, o grupo paulistano se chamava "Revelação do Samba". Atualmente, preparam o lançamento do terceiro DVD, que comemora os 20 anos de carreira do grupo e foi gravado na última quarta-feira (24), no Credicard Hall, em São Paulo.

Siga o iG Cultura no Twitter

Os grupos Raça Negra e Revelação participam, respectivamente, nas músicas "Insegurança" e "Sem Moderação". "Começamos como uma banda de pagode que tocava músicas do Fundo de Quintal, do Zeca (Pagodinho). Depois fomos fazer músicas de acordo com a nossa identidade", diz o vocalista Dodô em entrevista ao iG.

Leia mais:
Raça Negra: "Fazemos samba romântico, não pagode"
Só Pra Contrariar comemora 25 anos de carreira em DVD
"O samba sempre esteve muito bem, eu sou prova disso", afirma cantor Belo

"(Nos shows) lembramos de faixas de quando começamos, tem covers, mas o que prevalece é o trabalho com o pagode romântico", complementa. A formação do Pixote, além de Dodô, tem Thiaguinho (teclados), Mineirinho (violão), Tiola Chocolate (tantan) e Du (pandeiro), que estão juntos desde o início, há 20 anos.

Perguntado sobre uma aparente retomada do interesse pelo pagode, Dodô acredita que o estilo não está voltando, mas que sempre foi associado a momentos de lazer como a dobradinha "churrasco e pagode". "Eu acho que tem momentos para todo mundo, independente de estar ou não na mídia. Todos que curtem o samba sabem que nunca vai acabar."

No repertório do DVD gravado nesta quarta-feira (24), o Pixote tocou as músicas "Só Alegria", "Beijo Doce", "Brilho de Cristal" e outros sucessos do grupo.

Leia tudo sobre: Pixotepagodeentrevistamúsicaigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas