Hanson toca velhos e novos hits em São Paulo

Por Thaís Sant’Anna , especial para o iG |

compartilhe

Tamanho do texto

Trio não lota o Credicard Hall, mas conquista a plateia com carisma e som mais maduro

O trio americano Hanson escolheu o Brasil para iniciar a turnê "Anthem World Tour", em que apresenta o álbum homônimo. E parece que não foi à toa.

No segundo show que aconteceu no Credicard Hall, em São Paulo, na noite desse domingo (21) – o primeiro foi no Rio de Janeiro, no sábado (20) – os irmãos Isaac (guitarra), Taylor (teclado) e Zac (bateria) empolgaram o público com hits do início da carreira e canções mais atuais, em uma apresentação vibrante e cheia de sintonia com a plateia.

Isaac Hanson: "Ainda gostamos de fazer músicas que grudam na cabeça"

Show do Hanson em SP. Foto: AgNewsShow do Hanson em SP. Foto: AgNewsShow do Hanson em SP. Foto: AgNewsShow do Hanson em SP. Foto: AgNewsShow do Hanson em SP. Foto: AgNewsShow do Hanson em SP. Foto: AgNewsShow do Hanson em SP. Foto: AgNewsShow do Hanson em SP. Foto: AgNewsShow do Hanson em SP. Foto: AgNewsShow do Hanson em SP. Foto: AgNewsShow do Hanson em SP. Foto: AgNewsShow do Hanson em SP. Foto: AgNews

Apesar de o local não estar lotado, os gritos histéricos apareciam a cada movimento mais inusitado da banda e interações com os fãs. “Obrigado por estarem aqui hoje”, agradeceu Taylor, que fez questão de pegar uma bandeira brasileira e colocar em cima de seu piano. "É muito bom começar a turnê no Brasl", completou Isaac.

Muito mais que “Mmmbop”

Enganam-se os que pensam que o Hanson só animou o público com suas músicas mais antigas. As que fazem parte do novo CD, como “Fired Up”, que abriu o show, foram cantadas em coro pela plateia.

“Hoje o som deles é mais adulto. Tem gente que estacionou em 1997 e acha que Hanson é só ‘Mmmbop’. Eles são muito mais que isso”, comentou Thais Pessoa, de 27 anos, fã do trio desde o começo da banda.

Siga o iG Cultura no Twitter

Thaís Sant'Anna
Daniel Lannes e Cristiane Kajiwara, casal fã do Hanson

Foram quase duas horas de apresentação, com 24 músicas, entre elas “Where´s The Love”, “Weird”, “Penny & Me”, “Give a Little”, “This Time Around” e “Save Me”.

Um dos momentos curiosos do show foi quando os irmãos se apresentaram individualmente no palco. Taylor cantou “Lost Without You”, Isaac a canção “Deeper” - lembrando que a letra foi composta por eles no Brasil -, e Zac foi para o piano para tocar “Save Me From Myself".

Aliás, não foi só o irmão mais novo que mostrou habilidades com outros instrumentos. Na canção “Juliet”, Taylor trocou de lugar com Zac e foi para a bateria.

Claro que o hit “Mmmbop” não ficou de fora do show. As fãs fizeram sua parte e cantaram com a banda a música que marcou sua carreira.

Melhores e amadurecidos

O show do Hanson mostrou, de fato, o crescimento da banda. Antes mais focado em fazer música pop, o trio agora mescla ritmos como rock, soul e R&B, não deixando, assim, a apresentação cair no marasmo.

“Eles amadureceram muito e estão sempre inovando. Até quem não curtia antes, curte agora porque é diferente”, opinou Cristiane Kajiwara, 28 anos, que foi ver os irmãos ao lado do noivo, Daniel Lannes, de 26 anos.

“Comecei a gostar por causa dela, há seis anos. Falei ‘poxa, esses caras tocam pra caramba’. Até rola um preconceito com uns amigos meus, mas eu gosto mesmo”, contou ele.

Os momentos à capela, em que o trio cantava junto com a plateia, davam ar intimista à apresentação ar intimista. Ao final, eles desceram do palco e cumprimentaram algumas fãs que, claro, foram à loucura. “O melhor show que já fui na minha vida”, declarou Cristiane.

Leia tudo sobre: hansonmúsicaigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas