Bar do Aranha era local de shows de bandas roqueiras da zona leste

Por iG São Paulo , especial por Miguel Martins | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Inaugurado em 1991, estabelecimento da Vila Formosa recebeu série de apresentações da cena tropitralha

Há dez anos, se alguma palavra definiu a cena garageira da zona leste, foi o neologismo “tropitralha”.

O conceito, formulado pela primeira vez no disco “Correndo Atrás do Perigo” (2001), da banda Os Skywalkers, deu nome a uma série de cinco shows na região em 2003 e ganhou até um manifesto, escrito por Gregor Izidro, da banda Fuzzfaces. Em suas primeiras linhas, uma espécie de exegese do movimento.

Leia também: Zona Leste de SP é berço de grupos inspirados no "lado B" dos anos 1960

Davilym Dourado
Público do show "A Tropitralha Vem Aí", realizado no Bar do Aranha em julho de 2003

“A tropitralia é a reunião de bandas amigas que possuem ideias em comum. Moramos na mesma vizinhança, em algum bairro da zona leste da cidade de São Paulo. Crescemos em meio a campos de futebol de várzea, skatistas, ladrões, ruas de terra, lojas de roupas usadas, malandros, bêbados, loucos, traficantes, cães sarnentos e incontáveis personagens."

A principal dificuldade das bandas da tal Tropitralha, entretanto, era justamente organizar shows em sua própria vizinhança. Enquanto casas de rock da região como Fofinho ou Led Slay eram mais voltadas para o metal, outros espaços não abriam suas portas para artistas autorais.

Reprodução
Flyers de shows organizados no Bar do Aranha

A solução eles encontraram em um pequena casa de shows na esquina da rua Santa Brígida com a avenida Eduardo Cotching, no bairro de Vila Formosa. Com capacidade para cerca de cem pessoas, o Bar do Aranha começou como um espaço para beber e jogar bilhar. Aos poucos, porém, com algumas paredes a menos, o local passou a ter um palco para shows ao vivo, às vezes improvisado com caixas de cerveja.

O dono, Fernando Aranha, começou sua relação com a música em meados dos anos 1980, quando integrou a banda Deboche, que fazia covers de Legião Urbana e Camisa de Vênus. Em 1991, já casado e afastado de projetos musicais, ele decidiu abrir um bar.

“Vi um boteco no jornal, no 'Primeira Mão'. Negociei com o cara, fui pagando e no primeiro sábado, com aquele lugar vazio, minha mulher falou ‘olha que o vc arrumou!’. Mas eu conhecia todo mundo da região, foi só dizer ‘tenho um bar’, e começou a encher”, lembra Aranha.

Doze anos depois, o guitarrista do Laboratório SP, Jun Santos, e Ney Migalha, da banda Os Migalhas, fizeram um show descompromissado no Bar do Aranha, com a presença de vários colegas de outras bandas.

Após algumas versões acústicas de Jorge Ben e Roberto Carlos, a turma teve a ideia de organizar um festival de bandas autorais na casa. Acostumado a receber bandas cover, Fernando Aranha acabou topando, e cedeu o espaço pela primeira vez no dia 6 de julho de 2003, um domingo.

Na data, ocorreu a festa “A Tropitralha Vem Aí”, com participação de Laboratório SP, Os Skywalkers e Os Migalhas. O evento que, segundo Jun Santos, “foi um caos total, no melhor sentido do termo”, acabou sendo o primeiro da série de shows dominicais da cena.


Pelo palco do Aranha passaram vários grupos da zona leste e até alguns “forasteiros”, como a banda paulistana Continental Combo, e os curitibanos Tarja Preta. “O pessoal tocava com uma vibração diferente. Impossível resgatar hoje aquele momento, o que foram aqueles shows. Diferentemente de tocar em outros lugares, todos lá entendiam o que a gente estava fazendo”, lembra Bizzelli.

Fernando Aranha diz que sempre deu força para as bandas. “Na época, eu já tirava as mesas para o rock comer solto. Mesmo não tendo onde quebrar, o público quebrava o teto. Eu dava dura, mas nunca disse para eles pararem.”

Há dois anos, o prédio que abrigava o antigo Bar do Aranha foi vendido. Fernando Aranha mudou de endereço e reabriu a casa na avenida Álvaro Ramos, também na Vila Formosa. Em 2012, ele investiu na culinária mexicana e rebatizou a casa de Sgt. Peppers Mexican Bar. Mas cogita retornar ao nome antigo.

Leia tudo sobre: músicabar do aranhaigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas