Veterano guitarrista John Mayall traz blues encorpado ao Brasil

Por Susan Souza , iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Artista toca no Best of Blues Festival, que acontece em junho em São Paulo; Ao iG, ele fala sobre a honra que sente por ter revelado guitarristas como Eric Clapton

Divulgação
John Mayall e os Bluesbreakers tocam no Best of Blues Festival

O blues britânico tem um representante forte: o guitarrista, compositor e cantor John Mayall, nome obrigatório na coleção dos apreciadores do gênero. O nome dele é tão marcante que Mayall é conhecido no meio como o "padrinho do blues britânico".

Radicado na Califórnia desde o final dos anos 1960 - "e sendo muito bem tratado por lá desde então" -, como resumiu Mayall em entrevista ao iG, o artista é apontado como um mentor e responsável por revelar talentos como o guitarrista Eric Clapton. "Me sinto muito orgulhoso disso e ser reconhecido pelo público me deixa feliz, é uma honra", contou.

Siga o iG Cultura no Twitter

Mayall, 79 anos, toca no Best of Blues Festival, evento que acontece de 10 a 13 de junho no WTC Golden Hall, em São Paulo. Esta será a terceira passagem dele pelo Brasil: "Não lembro como foram os shows anteriores por aí porque faço cerca de 100 apresentações ao ano", explicou.

No mesmo evento, Buddy Guy, Taj Mahal e o roqueiro Chris Cornell (Soundgarden, Audioslave) também estão confirmados, entre outros nomes. "É uma pena que jams não aconteçam mais", disse sobre a impossibilidade de ter tais artistas tocando junto com ele, no melhor do improviso, durante o show brasileiro.

Sobre a vida fora dos palcos, Mayall disse que gosta de fazer atividades caseiras e que não se atenta muito para o que outros artistas estão fazendo. "Não ouço música quando estou em casa. Não tenho ídolos, acho que existem vários bons artistas. As músicas que ouço no meu carro simplesmente combinam com meu humor, que muda todos os dias", explicou.

John Mayall é atração do Best of Blues Festival. Foto: DivulgaçãoJohn Mayall é atração do Best of Blues Festival. Foto: DivulgaçãoJohn Mayall é atração do Best of Blues Festival. Foto: DivulgaçãoJohn Mayall é atração do Best of Blues Festival. Foto: Divulgação

Nos anos 1960, Mayall ficou conhecido por tocar com a encorpada banda The Bluesbreakers, que ainda o acompanha. O grupo de apoio teve pelo menos 15 formações diferentes entre 1963 e 1970 e dela participaram nomes como Eric Clapton - após o Yardbirds e antes de integrar o Cream -, Peter Green na fase pré-Fleetwood Mac e Mick Taylor antes dos Rolling Stones, só para citar alguns.

Sua primeira gravação foi um single de 1964. Já o primeiro álbum com a Bluesbreakers, captado ao vivo, saiu no final do mesmo ano e foi levemente influenciado pelo R&B do período. Com a entrada de Clapton em 1965, Mayall e o grupo investiram mais fortemente no caminho do blues clássico que conhecemos, com levadas virtuosas que, na época, inspiraram um grafite em Londres com a frase: "Clapton É Deus". Em 1966, com o LP "Bluesbreakers", Mayall alcançou o top 10 da parada britânica.

Após a saída de Clapton neste mesmo ano, Peter Green ocupou o posto da segunda guitarra com a missão desafiadora de substituir o virtuose anterior. Pouco depois, em 1967, Peter teve uma evolução musical tamanha que decidiu sair para montar o Fleetwood Mac.

Quem substituiu foi Mick Taylor, que contribuiu para influenciar os novos rumos do grupo no final dos anos 1960. Na época, havia mais espaço à experimentação e fusões de blues tradicional com jazz e rock e à adição de um naipe de metais. No entanto, o terceiro guitarrista deixou a banda. Após a saída de Taylor para integrar os Rolling Stones, Mayall mudou-se para Los Angeles, em 1969.

Nos Estados Unidos, lançou o álbum acústico "The Turning Point", gravado ao vivo no ano em que ele chegou ao país. A Bluesbreakers continua a existir na fase californiana com várias alterações. No entanto, são suas obras dos anos 1960 que se mantém reverenciadas e estudadas por apreciadores de blues, especialmente em se tratando de Inglaterra.

Ao Brasil, ele vem como a atual formação da Bluesbreakers, composta pelo guitarrista Rocky Athas, o baixista Greg Rzab e o percussionista Jay Davenport.

"Best of Blues Festival"
Onde:
WTC Golden Hall (av. das Nações Unidas, 12559, São Paulo)
Ingressos: R$ 250 a R$ 1200 pelo site da Livepass
Atrações:
10/6: Shemekia Copeland, Dr. John e Taj Mahal
11/6: Dr. John e Buddy Guy
12/6: Nuno Mindelis, Taj Mahal, Buddy Guy e John Mayall
13/6: Shemekia Copeland, John Mayall e Chris Cornell 

Leia tudo sobre: John MayallBest of Blues Festivalmúsicaigspentrevistablues

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas