Emicida critica Lobão em palco que retorna à Virada Cultural de São Paulo

Por Susan Souza , iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Rapper se apresentou no palco Rio Branco, que é dedicado ao rap; Local volta à programação após ter sido vetado, em 2007, por confusão em show dos Racionais MC's

Jorge Rosenberg
Show de Emicida na Virada Cultural 2013

O rap voltou a ganhar um palco exclusivo na Virada Cultural, que acontece em São Paulo neste final de semana. Desde um incidente em 2007 durante a apresentação dos Racionais MC's, quando fãs da banda entraram em confronto com a Polícia Militar, os organizadores haviam retirado o rap da programação. Na noite deste sábado (18), o rapper Emicida, revelação do hip hop brasileiro, fez uma apresentação eclética e animada no palco da avenida Rio Branco.

O show marcado para às 22h30 começou com meia hora de atraso. Emicida se desculpou e demonstrou empolgação com o público em diversos momentos. Para encorpar o show, trouxe convidados que pareciam ter sido chamados de improviso, assim como as rimas, como Leandro Leart (que tocou antes dele no palco República) para uma versão samba-rap de "Agamamou", música de sua banda Art Popular, além de Rael da Rima, MC Pepeu e o dançarino e ativista Nelson Triunfo.

Show de Emicida na Virada Cultural 2013. Foto: Jorge RosenbergShow de Emicida na Virada Cultural 2013. Foto: Jorge RosenbergShow de Emicida na Virada Cultural 2013. Foto: Jorge RosenbergShow de Emicida na Virada Cultural 2013. Foto: Jorge RosenbergShow de Emicida na Virada Cultural 2013. Foto: Jorge RosenbergShow de Emicida na Virada Cultural 2013. Foto: Jorge RosenbergShow de Emicida na Virada Cultural 2013. Foto: Jorge RosenbergShow de Emicida na Virada Cultural 2013. Foto: Jorge RosenbergShow de Emicida na Virada Cultural 2013. Foto: Jorge Rosenberg

Em momentos politizados, Emicida discursou sobre a greve dos professores e "mandou um recado" ao cantor Lobão, que se apresentou no mesmo dia em outro palco. "Um jornalista me perguntou o que eu achava de um certo cara do rock, que lançou um livro. Sabe o que esse cara é? Um 'zoião' que fica prestando atenção no negócio dos outros", disse ao dedicar a música "Zoião". Recentemente, Lobão lançou o livro "Manifesto do Nada na Terra do Nunca", no qual dispara críticas a vários setores, entre eles, artistas de rap brasileiro como Mano Brown, dos Racionais MC's.

Emicida se apresentou com uma banda completa e acompanhado do DJ Nyack. Durante o show, disse que tinha uma boa notícia: seu próximo disco está pronto. "Fazia tempo que a gente não tocava em São Paulo, você começa a viajar e fazer mil coisas. Estou vendo várias caras que estavam desde o começo. O que mais que eu vou querer da vida?", concluiu. A apresentação teve pontos altos com as músicas "Dedo na Ferida", "Zica, Vai Lá" e o fechamento com o single "Triunfo".

Leia tudo sobre: Virada CulturaligspEmicidarapLobãoshowmúsica

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas