Bob Dylan torna-se membro honorário de academia de artes e letras dos EUA

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Grupo criado há 115 anos reúne principais escritores, compositores e artistas do país

Reuters

Getty Images
Bob Dylan em show nos EUA, em janeiro de 2012

O cantor Bob Dylan se tornou membro honorário da Academia Americana de Artes e Letras, juntando-se às fileiras dos principais escritores, compositores e artistas no prestigiado grupo de 115 anos de idade.

Henry Cobb, o presidente da Academia, disse que os membros honorários são pessoas de grande destaque nas artes criativas.

Siga o iG Cultura no Twitter

"Por mais de 50 anos, desafiando a categorização em uma cultura seduzida por categorias, Bob Dylan foi sondado e cutucou nossas psiques e em seguida mudou o nosso mundo e as nossas vidas através da poesia manifesta na canção - a criação de relações que nunca imaginamos pudesse existir entre palavras, emoções e idéias", disse a citação.

O cantor e compositor não compareceu à cerimônia de quarta-feira em Manhattan, onde o romancista vencedor do Prêmio Pullitzer Michael Chabon fez o discurso e citou as letras de Dylan, e a atriz Meryl Streep, outra membro honorário, apresentou o prêmio.

Dylan, no entanto, enviou seus agradecimentos em um comunicado.

"Eu me sinto extremamente honrado e muito feliz de ser incluído neste panteão dos grandes artistas individuais que compõem a Academia de Artes e Letras. Estou ansioso para conhecer todos vocês algum tempo em breve", disse ele.

Leia tudo sobre: bob dylanmúsica

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas