Bandas portuguesas são destaques da Virada Cultural

Por Susan Souza , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Mão Morta, Wordsong e Osso Vaidoso fazem de rock experimental a até canções inspirações na obra do poeta Fernando Pessoa; grupos falam ao iG

Três bandas saídas de Portugal devem ser boas surpresas para o público da Virada Cultural, que acontece em São Paulo neste final de semana, entre as 18h de sábado (18) e as 18h de domingo (19). Mão Morta, Wordsong e Osso Vaidoso são conhecidas por um rock que tem traços de experimentalismos.

Bandas portuguesas na Virada Cultural. Foto: DivulgaçãoBandas portuguesas na Virada Cultural. Foto: DivulgaçãoBandas portuguesas na Virada Cultural. Foto: DivulgaçãoBandas portuguesas na Virada Cultural. Foto: DivulgaçãoBandas portuguesas na Virada Cultural. Foto: DivulgaçãoBandas portuguesas na Virada Cultural. Foto: Divulgação

O experimentalismo do Mão Morta

O grupo Mão Morta, formado na cidade de Braga em 1984, vem pela primeira vez ao País como atração do palco da avenida São João, na madrugada de domingo (19), às 4h. Adolfo Luxúria Canibal, fundador da banda que mistura rock alternativo, pós-punk e beatnik, falou ao iG sobre a estreia em terras brasileiras. "Sempre foi um grande desejo nosso tocar no Brasil. Sabemos pela internet de pessoas que ouvem nossa música e finalmente vamos nos encontrar."

Siga o iG Cultura no Twitter

Divulgação
A banda portuguesa Mão Morta

Adolfo Luxúria Canibal diz que a banda tocará músicas que passam pelos 30 anos de carreira do grupo. "Vamos fazer um apanhado do repertório com temas de todos os discos e canções novas e fortes que foram testadas aqui em Portugal", conta, destacando que é um apreciador de artistas brasileiros "da época clássica", como Caetano Veloso, Chico Buarque e Maria Betânia.

Fernando Pessoa inspira o Wordsong

Liderado por Pedro d'Orey, o grupo Wordsong toca pela primeira vez no Brasil, mas seu líder não será apenas um turista. Ele morou em São Paulo por oito anos e foi integrante do grupo paulistano de new-wave Metrô, famoso nos anos 1980 por músicas como "Beat Acelerado" e "Tudo Pode Mudar". Para a Virada Cultural, traz o projeto inspirado nas poesias do português Fernando Pessoa e muitas projeções visuais. "Pedi para que o show fosse à noite por causa dos vídeos", explicou em entrevista.

"Lembro que vim ao Brasil e pulei de paraquedas na banda Metrô, que tinha um som bem jovem, comercial. Tenho uma historinha em São Paulo", relembra. O Wordsong toca no Pátio do Colégio, na madrugada de domingo (19), às 2h. Pedro ainda disse que o show é para um público dos "7 aos 77 anos". "Em Portugal, tocamos em casas noturnas de madrugada e de dia em bibliotecas com mães e filhos no colo. As imagens são divertidas e as crianças adoram".

A inspiração em poemas de Fernando Pessoa e Al Berto, pseudônimo do também poeta português Alberto Raposo Pidwell Tavares, acontece de forma "lúdica e pictórica". "Fizemos uma abordagem nos textos deles em algumas vertentes: vídeos marcantes, textos lidos de trás para frente e tratamento fonético mais livre. Não é poesia da biblioteca, é pop", define.

Osso Vaidoso

A dupla Osso Vaidoso está em atividade há dois anos e é um projeto paralelo de Ana Deus e Alexandre Soares. Juntos eles também formam o Três Tristes Tigres, que existe desde os anos 1990. Eles tocam no palco do Pátio do Colégio, na madrugada de domingo (19), às 4h.

Leia tudo sobre: bandas portuguesasVirada Culturalmúsicashowigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas