Segundo jardineiro e radialista inglês, canções da banda de heavy metal ajudam flores a crescer

Músicas do Black Sabbath são ótimas para fazer plantas crescerem e ficarem mais resistentes a doenças. Já canções de Cliff Richards são mortíferas.

Essas são as conclusões de um experimento liderado pelo especialista em jardinagem Chris Beardshaw, que tem um programa na Radio 4, da rede britânica BBC.

Segundo o jornal "The Guardian", Beardshaw vai expor as conclusões em seu programa na sexta-feira.

"Nós construímos quatro estufas para ver a reação das plantas para diferentes tipos de música", disse Bearshaw. "Em uma não colocamos nenhuma música, nas outras colocamos música clássica, canções de Cliff Richards e do Black Sabbath."

O jardineiro continua: "O experimento foi feito com astromélias. As que ouviram música clássica cresceram um pouco abaixo (das que não ouviram música), mas tiveram mais flores e menor tendência a doenças e pestes."

"As que ouviram  Black Sabbath foram as que cresceram menos, mas tiveram mais flores e a melhor resistência a doenças e pestes. Já as que ouviram Cliff Richards morreram. Pode ter sido sabotagem, mas não temos nenhuma pista."

O Black Sabbath divulgou na semana passada a nova música "God Is Dead?" , faixa que estará no disco "13", que chega às lojas em junho. Ouça abaixo.

O disco "13" marca o retorno da formação clássica do grupo, com Ozzy Osbourne nos vocais, Tony Iommi na guitarra e Geezer Butler no baixo - além de Brad Wilk (ex-Rage Against the Machine) na bateria. O álbum foi gravado em Los Angeles e produzido por Rick Rubin

O Black Sabbath passará pelo Brasil em outubro, com shows em São Paulo, Rio e Porto Alegre. A abertura será feita pelo Megadeth. Antes dp Brasil, o grupo fará turnê pelos EUA, e em dezembro, viajam pelo Reino Unido.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.