Vocalista do Black Sabbath assume vícios no último ano e meio, mas nega estar se separando da mulher, Sharon Osbourne

Reuters

O cantor da banda Black Sabbath, Ozzy Osbourne, pediu desculpas nesta terça-feira por beber e usar drogas compulsivamente no último ano e meio, mas disse que não está se divorciando de sua mulher, Sharon.

Os comentários do cantor britânico na sua página do Facebook foram uma resposta à especulação da mídia sobre o estado de seu casamento, com relatos de que ele e Sharon se separaram após mais de 30 anos e estavam vivendo em casas diferentes.

"Só para esclarecer as coisas, Sharon e eu não estamos nos divorciando", disse Osbourne, de 64 anos, em sua página no Facebook. "Eu só estou tentando ser uma pessoa melhor."

Ele disse que estava bebendo e usando drogas durante o último ano e meio e estava em um "lugar muito escuro", mas agora está sóbrio há 44 dias.

Siga o iG Cultura no Twitter

Osbourne, que fez seu nome como vocalista da banda de heavy metal Black Sabbath, tem frequentemente falado ao longo dos anos sobre a sua batalha com as drogas e álcool e passou algum tempo em clínicas de reabilitação.

"Eu gostaria de pedir desculpas a Sharon, minha família, meus amigos e meus companheiros de banda por meu comportamento insano durante esse período... e aos meus fãs", escreveu Osbourne.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.