Grupo sueco encaixou hits e faixas novas em apresentação de pouco menos de uma hora de duração no Lollapalooza

Músicas rápidas, duas guitarras ensurdecedoras, uma bateria demolidora e um vocalista que ganha o público com carisma e bom humor. A banda sueca The Hives fez um show que não será esquecido tão cedo pelas milhares de pessoas que se aglomeraram à frente do palco principal do Lollapalooza no início da noite de domingo.

O grupo foi "econômico" - com cinco discos lançados, poderiam fazer uma apresentação maior do que os cerca de 50 minutos vistos no Lollapalooza. Mas esse pouco tempo permite à banda pinçar as faixas mais enérgicas, e aí o clima do show não cai em nenhum momento. Sábia decisão.

No palco, o Hives não aposta apenas na música, mas também no visual e na performance. A banda aparece toda de fraque e cartola. O vocalista Howlin Pelle Almqvist e o guitarrista Nicholaus Arson chamam o público com piadas, gestos e caretas. Inúmeras vezes Pelle desce do palco e vai ao meio do público - chega até a dar autógrafos.

Mas a música é a protagonista. O Hives sabe como fazer faixas extremamente rápidas mas sempre com um toque pop. Hits passados como "Main Offender" e "Hate to Say I Told You So" não foram esquecidos. E novas como "Go Right Ahead" provam que esta banda, mais de dez anos depois de ganhar o mundo, ainda tem muito a dizer. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.