Coma do cantor Dominguinhos é irreversível, diz jornal

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo Diário de Pernambuco, familiares receberam a notícia no mês passado; hospital onde o músico está internado não confirma informação

O coma do cantor Dominguinhos, internado desde dezembro para tratar uma infecção respiratória e arritmia cardíaca, é irreversível, segundo informações do jornal "Diário de Pernambuco". A assessoria de imprensa do Hospital Sírio Libanês, para onde o músico foi transferido em 13 de janeiro, não confirma.

O jornal pernambucano diz ter obtido as informações com o filho de Dominguinhos, Mauro da Silva Moraes. Segundo relato de Moraes à publicação, os médicos disseram aos familiares, no mês passado, que o cantor não deve acordar.

Divulgação
O músico Dominguinhos em cena do filme 'O Milagre de Santa Luzia'

A decisão de divulgar a notícia teria sido motivada por "respeito aos fãs". O site oficial do cantor estava fora do ar na manhã desta sexta-feira (15).

A assessoria de imprensa do hospital afirmou apenas que o último boletim médico sobre Dominguinhos foi divulgado em 14 de janeiro. O texto em questão dizia que o músico respondia "de forma satisfatória" ao tratamento e apresentava "melhora no padráo hemodinâmico e respiratório".

Saiba mais: Filme reata laços entre a sanfona, a melancolia e a cegueira

O boletim foi divulgado um dia depois de Dominguinhos chegar ao Sírio Libanês. Ele foi transferido do Hospital Santa Joana, no Recife, onde fora internado em 17 de dezembro. Em São Paulo, o tratamento seria coordenado pelo oncologista que o acompanha há seis anos, desde que recebeu o diagnóstico de tumor pulmonar.

Carreira

Com mais de 50 anos de carreira, iniciada quando tinha nove anos de idade, o cantor pernambucano é um dos mais marcantes nomes do forró. Ele acumula grandes sucessos como "De Volta Pro Aconchego", "Gostoso Demais" e "Tenho Sede". A clássica "Eu Só Quero um Xodó", de 1973, já foi gravada em diversas línguas.

Participou do documentário “O Milagre de Santa Luzia”, de Sergio Roizenblit, no qual conduziu uma viagem pelo Brasil que toca sanfona. O filme está disponível em DVD.

Em 2010, foi homenageado pelo Prêmio Shell de Música. Um show no Rio de Janeiro contou com convidados como Elba Ramalho, Gilberto Gil e Marcelo Mimoso.

Leia tudo sobre: dominguinhos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas