Chorão é enterrado em Santos

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Sepultamento aconteceu no cemitério Necrópole Ecumênica; vocalista foi encontrado morto em seu apartamento

O corpo do músico Chorão foi sepultado às 17h desta quinta-feira (dia 7) no Memorial Necrópole Ecumênica, em Santos (litoral de SP).

Veja mais: Ex de Chorão escreve carta de amor

A cerimônia durou cerca de 25 minutos e foi acompanhada apenas por familiares e amigos do vocalista da banda Charlie Brown Jr.

Veja abaixo homenagens e imagens do velório de Chorão

Graziela Gonçalves, ex-mulher de Chorão, após o sepultamento. Foto: AgNewsFã tem Chorão tatuado no braço. Foto: AgNewsA mãe do músico Chorão. Foto: AgNewsSósia acompanha o cortejo de Chorão. Foto: AgNewsFãs acompanham o cortejo de Chorão. Foto: AgNewsFãs acompanham o cortejo de Chorão. Foto: AgNewsCarro com o corpo de Chorão. Foto: AgNewsCarro com o corpo de Chorão. Foto: AgNewsFas homenageiam Chorão em skate park de Santos. Foto: AgNewsFas homenageiam Chorão em skate park de Santos. Foto: AgNewsFas homenageiam Chorão em skate park de Santos. Foto: AgNewsVelório do músico Chorão, em Santos. Foto: AgNewsIrmão e mãe do músico Chorão. Foto: AgNewsIrmão e mãe do músico Chorão. Foto: AgNewsSônia Abrão chega ao velório de Chorão. Foto: AgNewsVelório do músico Chorão, em Santos. Foto: AgNewsAlexandre Frota no velório de Chorão. Foto: AgNewsVelório do músico Chorão, em Santos. Foto: AgNewsVelório do músico Chorão, em Santos. Foto: AgNewsVelório do músico Chorão, em Santos. Foto: AgNewsVelório do músico Chorão, em Santos. Foto: AgNewsVelório do músico Chorão, em Santos. Foto: AgNewsVelório do músico Chorão, em Santos. Foto: AgNewsVelório do músico Chorão, em Santos. Foto: AgNewsVelório do músico Chorão, em Santos. Foto: AgNewsVelório do músico Chorão, em Santos. Foto: AgNewsVelório do músico Chorão, em Santos. Foto: AgNews

O corpo de Chorão chegou ao cemitério no meio da tarde desta quinta. Ele havia sido velado na Arena Santos desde as 20h de quarta-feira.

O corpo de Chorão foi encontrado na cozinha do apartamento pelo motorista do cantor, que chamou a polícia. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas o músico já estava morto.

Segundo o delegado Gilmar Contrera, da 14ª Delegacia de Polícia de Pinheiros, Chorão não se comunicava havia dois dias. Ele também disse que um pó branco foi encontrado no apartamento, mas não confirmou se tratar de cocaína nem traçou qualquer relação entre o pó e a morte do músico.

O apartamento estava "totalmente revirado", segundo o delegado Itagiba Vieira Franco, do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa). O cantor tinha um ferimento no dedo e havia manchas de sangue em paredes, interruptores e portas.

Ainda segundo o delegado, Chorão "se sentia perseguido e tinha frequentes acessos de raiva". O músico passou por quatro hotéis na última semana. "Não se trata de homicídio, nem de suicídio", disse Itagiba Franco.

Alexandre Magno Abrão, o Chorão, foi encontrado morto na madrugada de quarta-feira (6) em seu apartamento em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo. Ainda não há informações sobre as causas da morte do músico, que completaria 43 anos em 9 de abril.

Foi em Santos que Chorão se tornou vocalista do Charlie Brown Jr. Criada em 1992, a banda lançou nove discos de estúdio e teve diversas formações - Chorão foi o único a integrar todas elas.

O sucesso veio em 1997, com o lançamento do álbum "Transpiração Contínua Prolongada". Canções como "Proibida Pra Mim (Grazon)", "Tudo o que ela Gosta de Escutar", "Gimme o Anel" e "O Coro Vai Comê!" caíram no gosto do público, principalmente o jovem, e fizeram com que o disco vendesse mais de 500 mil cópias.

Outros hits da banda são "Te Levar", "Zóio de Lula", "Rubão", "Hoje eu Acordei Feliz", "Lugar ao Sol", "Papo Reto (Prazer é Sexo, o Resto é Negócio)", "Não é Sério", "Só Por Uma Noite", entre outras.

A trajetória da banda foi marcada por disputas e brigas entre os integrantes. A mais grave ocorreu em 2005, quando Marcão, Renato, Pelado e Champignon deixaram o grupo alegando divergências musicais. Chorão seguiu em frente com uma nova formação, convocando também Thiago Castanho, que participara dos primeiros álbums.

Em 2011, o guitarrista Marcão e o baixista Champignon voltaram a integrar o Charlie Brown Jr. Mas isso não significaria o fim das polêmicas. Em 2012, durante show em Apucarana (PR), Chorão deu uma bronca pública no baixista, dizendo que ele deveria "ficar muito grato" por ter sido aceito de volta após tê-lo acusado de roubar dinheiro do grupo.

Após ouvir a bronca calado, Champignon deixou o palco sob aplausos e gritos de "arregou". Dois dias depois, a banda divulgou um vídeo no qual Chorão se desculpou pelo ocorrido, dizendo que o problema estava resolvido. Em seguida, o baixista disse estar arrependido sobre o que falou do vocalista.

Com o Charlie Brown Jr., Chorão vendeu 5 milhões de discos. O roqueiro assinou dois roteiros e pretendia escrever biografia.

Leia tudo sobre: chorãocharlie brown jr.música

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas