Broncas, discussões e brigas: relembre as polêmicas de Chorão

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Músico teve enfrentamentos notórios com Champignon, do Charlie Brown Jr., e Marcelo Camelo, do Los Hermanos

Polêmicas marcaram a carreira do cantor Chorão, encontrado morto nesta quarta-feira (6) em seu apartamento em São Paulo. O vocalista do Charlie Brown Jr., que tinha 42 anos, brigou com integrantes do grupo, quebrou o nariz de outro músico e foi expulso de um avião.

Leia também: Chorão, do Charlie Brown Jr., é encontrado morto em São Paulo

O cantor Chorão, do Charlie Brown Jr, morto em 2013. Foto: Facebook/ReproduçãoO cantor Chorão, do Charlie Brown Jr, morto em 2013. Foto: Facebook/ReproduçãoChorão era o vocalista da banda Charlie Brown Jr., que estourou nos anos de 1990. Foto: DivulgaçãoChorão foi o único integrante a permanecer em todas as formações da banda. Foto: Facebook/ReproduçãoO vocalista do Charlie Brown Jr, Chorão. Foto: DivulgaçãoChorão e Champignon, vocalista e baixista do Charlie Brown, tiveram várias brigas. Foto: ReproduçãoChorão em participação especial no programa 'Caldeirão do Huck',  na Globo. Foto: DivulgaçãoEntre as parcerias feitas por Chorão na música está a formada com o cantor Gabriel, O Pensador. Foto: Divulgação

Relembre as principais polêmicas de Chorão:

Briga com Champignon: A trajetória do Charlie Brown Jr. sofreu forte abalo em 2005, quando Marcão, Renato, Pelado e Champignon deixaram o grupo alegando divergências musicais. Chorão seguiu em frente com uma nova formação, convocando também Thiago Castanho, que participara dos primeiros álbums.

Leia também: 'Graças a Deus restabelecemos a amizade', diz Champignon sobre Chorão

Em 2011, o guitarrista Marcão e o baixista Champignon voltaram a integrar a banda. Mas isso não significaria o fim das polêmicas. Em 2012, durante show em Apucarana (PR), Chorão deu uma bronca pública no baixista, dizendo que ele deveria "ficar muito grato" por ter sido aceito de volta após tê-lo acusado de roubar dinheiro do grupo.

Veja o vídeo da bronca durante o show:

Após ouvir a bronca calado, Champignon deixou o palco sob aplausos e gritos de "arregou". Dois dias depois, a banda divulgou um vídeo no qual Chorão se desculpou pelo ocorrido, dizendo que o problema estava resolvido. Em seguida, o baixista disse estar arrependido de ter acusado o vocalista de roubo.

Nesta quarta-feira (6), Champignon foi até o apartamento onde o corpo foi encontrado e lamentou a morte de Chorão. "A gente brigou algumas vezes na vida, mas graças a Deus restabelecemos a amizade", declarou.

Felipe Souto Maior
Marcelo Camelo levou soco de Chorão

Expulsão de voo: Em 2008, o cantor foi expulso de um voo da Gol no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos. Segundo a empresa, ele se recusou a desligar um aparelho eletrônico durante a decolagem, procedimento de segurança obrigatório a todos os passageiros. Chorão desmentiu a versão, disse que tinha cumprido a determinação e afirmou ter sido tratado com preconceito.

Briga com Marcelo Camelo: Em julho de 2004, Chorão quebrou o nariz de Marcelo Camelo, na época vocalista do Los Hermanos, durante uma briga no Aeroporto de Fortaleza. O motivo da briga teria sido uma entrevista de Camelo na qual criticou o Charlie Brown Jr. por ter participado de um comercial da Coca-Cola. Em nota, a assessoria da banda de Chorão lamentou o ocorrido.

Discussão com estudante: O mesmo comercial provocou uma discussão com uma estudante durante a gravação do programa "Altas Horas", da Rede Globo. A menina questionou a banda sobre a participação no comercial, sugerindo ser algo contraditório para quem se diz "contra o sistema". Chorão respondeu que não tinha de dar satisfação para ninguém e, depois, criou versos de música inspirados no acontecimento: "A patricinha da plateia usava piercings, roupas e até a calcinha comprada pelo papai", cantou. A menina chorou.

Leia tudo sobre: morte de chorãochorãocharlie brown jrigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas