Internado desde dezembro por uma infecção respiratória, cantor mantém-se sem sedação

Dominguinhos no Prêmio Shell
AgNews
Dominguinhos no Prêmio Shell

O cantor José Domingos de Moraes, o Dominguinhos, vem respondendo ao tratamento para uma infecção respiratória e arritmia cardíaca, informou o boletim médico deste domingo (6).

Siga o iG Cultura no Twitter

O músico inicia hoje uma série de sessões de hemodiálise, devido ao comprometimento de sua função renal. Desde a retirada da sedação, no dia 2 de janeiro, o músico segue sonolento e sem estabelecer contato, permanecendo em ventilação mecânica.

Ainda de acordo com o boletim, também permanecem o marca-passo temporário e a medicação contra uma arritmia cardíaca. O quadro neurológico vem sendo acompanhado e, até agora, não há sinais de lesão cerebral.

Dominguinhos está internado desde 17 de dezembro no Hospital Santa Joana, no Recife. O boletim é assinado pelo médico Odin Barbosa da Silva, coordenador do Centro de Terapia Intensiva (CTI).

Leia também: Dominguinhos: do preconceito da bossa ao reconhecimento da MPB

Com mais de 50 anos de carreira, iniciada quando tinha nove anos de idade, o cantor pernambucano é um dos mais marcantes nomes do forró. Ele acumula grandes sucessos como "De Volta Pro Aconchego", "Gostoso Demais" e "Tenho Sede". A clássica "Eu Só Quero um Xodó", de 1973, já foi gravada em diversas línguas.

Participou do documentário “O Milagre de Santa Luzia” , de Sergio Roizenblit, no qual conduziu uma viagem pelo Brasil que toca sanfona. O filme está disponível em DVD.

Em 2010, foi homenageado pelo Prêmio Shell de Música. Um show no Rio de Janeiro contou com convidados como Elba Ramalho, Gilberto Gil e Marcelo Mimoso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.