Os dez maiores punks da história

Morte de Joe Strummer, do The Clash, completa dez anos neste sábado (22)

iG São Paulo |

A morte do vocalista, guitarrista e cérebro por trás do Clash, Joe Strummer, completa dez anos neste sábado (22). O músico britânico morreu em sua casa, em Somerset, na Inglaterra, vítima de um defeito cardíaco congênito.

O iG reuniu dez ícones da cultura punk que, assim como Strummer, marcaram o movimento em diferentes momentos.

Joe Strummer: Principal compositor do Clash, Strummer foi uma das principais vozes do movimento punk na Inglaterra durante os anos 1970 e 1980. Extremamente politizado, o músico é considerado até hoje uma das figuras mais influentes de sua geração.

Sid Vicious: Baixista da banda Sex Pistols por um breve período, Sid entrou para a história muito mais por suas atitudes niilistas do que pelo talento musical - apenas em uma canção dos Pistols o baixo foi gravado por ele. O músico morreu de overdose aos 21 anos.

Leia também: As 25 melhores frases da história do rock

Getty Images
Dee Dee durante show dos Ramones em 1981

Dee Dee Ramone: Baixista e fundador dos Ramones, Dee Dee foi um dos principais letristas da banda até sua saída, em 1989. São dele canções como "53rd & 3rd", em que narra o momento em que encarou a vida como garoto de programa. Conhecido como o integrante mais punk da banda, ele morreu aos 50 anos de overdose.

Henry Rollins: Considerado uma das cabeças pensantes do punk, Rollins ficou conhecido inicialmente por seu trabalho à frente da banda Black Flag. Além da carreira musical, ele tem ainda trabalhos como escritor, comediante, ator e ativista.

GG Allin: Uma das figuras mais controversas da música, Allin fez fama por causa de suas performances transgressoras, que incluíam nudez, coprofagia, automutilação e ataques ao público. Apesar das poucas gravações em estúdio, o cantor tornou-se um mito depois de sua morte por overdose de heroína.

Infográfico: As santidades do rock mundial

João Gordo: Vocalista do grupo Ratos de Porão, João Gordo é provavelmente o mais famoso punk no Brasil. Alvo de críticas de punks por seu trabalho como apresentador da MTV e da Record, onde participou como jurado do programa "Ídolos Kids", João Gordo não mistura o papel na TV de seu trabalho com a banda - o último disco lançado é "Homem Inimigo do Homem", de 2006.

Ian Mackaye: Um dos principais divulgadores da ética "do it yourself" (faça você mesmo), Mackaye participou de bandas como Minor Threat e Fugazi. Além disso, atuou como produtor e grande divulgador da cena independente dos EUA. Atribui-se a ele o uso do termo "straight edge", que acabou se tornando referência para roqueiros que não consomem álcool ou drogas.

Getty Images
Kurt Cobain relaxa durante pausa em ensaio, 1990

Siga o iG Cultura no Twitter

Kurt Cobain: O líder do Nirvana é um punk que atingiu, até sem querer, o estrelato. Ele foi o principal responsável por popularizar o rock alternativo no início dos anos 1990. No auge do sucesso comercial e de crítica, Kurt Cobain cometeu suicídio aos 27 anos.

Redson: Um dos mais importantes nomes do punk nacional, Redson fundou a banda Cólera, ao lado do irmão, em 1979, e tornou-se um dos precursores do gênero no Brasil. O grupo continuou na ativa até sua morte, aos 49 anos. Seu último disco, "Deixe a Terra em Paz", foi lançado em 2004.

Maria Alyokhina, Nadezhda Tolokonnikova e Yekaterina Samutsevich: As três integrantes do grupo punk russo Pussy Riot ficaram famosas após participarem de um protesto contra o presidente russo Vladimir Putin numa catedral ortodoxa de Moscou. O grupo foi condenado em 2012 por "vandalismo motivado por ódio religioso" - duas delas permanecem presas.

Veja também: A história do rock contada através de 30 bandas e artistas

    Leia tudo sobre: punkJoe Strummermúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG