As polêmicas da atual turnê de Madonna

Provocação a Lady Gaga, protesto com suástica e seios à mostra estão na lista; veja

iG São Paulo |

Na estrada desde maio, a "MDNA Tour", atual turnê mundial da cantora Madonna, chega ao País nesta semana. A etapa brasileira começa neste domingo (2 de dezembro), no Parque dos Atletas, no Rio de Janeiro. Na sequência, vai para São Paulo, nos dias 4 e 5, no estádio do Morumbi, e se despede em Porto Alegre, no estádio Olímpico, em 9 de dezembro.

Além das canções que fizeram de Madonna a "rainha do pop", a turnê, como não poderia deixar de ser em se tratando de Madonna, acumula algumas polêmicas. O iG compilou as mais marcantes.

Mais Madonna:
Veja 10 clipes de Madonna e vote no seu preferido
O discurso de Madonna pela música
A nova turnê de Madonna em números

Siga o iG Cultura no Twitter

Suástica no telão

No primeiro show da turnê, realizado em Tel Aviv, Israel, Madonna aproveitou a música "Nobody Knows Me" para colocar no telão uma imagem da presidente da Frente Nacional da França, a política de direita Marine Le Pen, com uma suástica sobreposta em seu rosto.

Após o ocorrido, o partido ameaçou processar a cantora caso a imagem fosse utilizada na etapa francesa da turnê. Para evitar problemas legais, Madonna colocou uma interrogação no lugar do símbolo nazista.

Leia também: Madonna é vaiada e xingada em show em Paris

Getty Images
Madonna durante show da "MDNA Tour"

Nudez no palco

Durante a apresentação em Istambul, na Turquia, em 7 de junho, Madonna levou o público ao delírio ao  mostrar o seio durante a canção "Human Nature" . Apesar das críticas, que apontam a nação muçulmana como um local pouco apropriado para esse tipo de controvérsia, a cantora não parou por aí.

No show realizado em Roma, poucos dias depois, Madonna abaixou a calça e mostrou o bumbum durante a mesma música. Em suas costas a pop star exibia a frase "no fear" ("sem medo", em português). No mês seguinte, em Paris, ela voltaria a exibir o seio e o bumbum.

Armas de fogo

Na primeira parte do show da "MDNA Tour", Madonna utiliza armas de foto durante três canções. Em "Girl Gone Wild" ela usa um rifle para quebrar um confessionário de vidro. Depois, em "Revolver", suas dançarinas empunham metralhadoras. Por último, na música "Gang Bang", ela atira em seus dançarinos (com direito a sangue de mentira jorrando).

O ato recebeu diversas críticas, principalmente após o tiroteio na cidade norte-americana de Aurora , em que um rapaz abriu fogo contra a plateia de um cinema que assistia ao filme "Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge" . Mesmo assim, Madonna não mudou essa parte do show.

Leia também:  Madonna: uma história de vida feita de polêmicas

Provocando Lady Gaga

Apesar de não travar uma guerra declarada, Madonna não deixa de provocar a cantora Lady Gaga nas apresentações de sua atual turnê. Aproveitando as comparações feitas pela crítica da canção "Born This Way", de Gaga, com o seu hit "Express Yourself", Madonna misturou as duas em um remix.

A cutucada acaba quando Madonna encaixa na sequência a música "She's Not Me" ("Ela não sou eu", em tradução livre). Apesar de tudo, Lady Gaga hasteou a bandeira de paz ao dizer durante uma apresentação que "as coisas estão bem diferentes do que eram 25 anos atrás. Não precisamos nos odiar mais".

Protestos na Rússia

Durante a passagem da "MDNA Tour" pela Rússia, Madonna aproveitou seus shows para se posicionar a favor da banda de rock Pussy Riot , cujas três integrantes haviam sido presas após um protesto contra Vladmir Putin.

Em Moscou e em São Petersburgo, a cantora usou um capuz semelhante aos utilizados pelas integrantes do grupo, além de escrever "Pussy Riot" em seu corpo. “Sei que todos nesse auditório, todos os meus fãs, acreditam quem elas merecem ser libertadas”, afirmou.

Desgostosas com o ocorrido, autoridades russas xingaram Madonna pelo apoio dado à banda. "Conforme fica velha, toda ex-p... tenta dar lição de moral nos outros, especialmente durante viagens ao exterior", escreveu o vice-primeiro-ministro da Defesa, Dmitri Rogozin.

Soco na cara

Durante a passagem da "MDNA Tour" pela Colômbia, na quarta-feira (28), Madonna foi atingida com um soco dado por um de seus dançarinos durante performance da música "Gang Bang". Normalmente neste momento do show ambos simulam uma briga.

Porém, o soco de mentira acertou em cheio o rosto da cantora e abriu um corte perto de seu olho. Apesar do acidente, Madonna continuou a apresentação até o fim, sem interrupções, mesmo sangrando.

    Leia tudo sobre: MadonnaMDNA tourpolêmicas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG