Mary J. Blige é processada por não pagar empréstimo de R$ 4,6 milhões

Segundo acusação, a cantora e seu marido receberam a quantia em outubro de 2011

Reuters |

Reuters

Getty Images
A cantora Mary J. Blige em show em setembro de 2012

A estrela do R&B Mary J. Blige, vencedora do Grammy, foi processada na quarta-feira (dia 28) junto com seu marido por não pagar um empréstimo bancário no valor de US$ 2,2 milhões (R$ 4,6 milhões).

De acordo com documentos judiciais registrados na Suprema Corte de Nova York, em Manhattan, o Signature Bank busca recuperar o empréstimo original mais US$ 58 mil.

Siga o iG Cultura no Twitter

Mary J. Blige, 41 anos, que vendeu mais de 50 milhões de álbuns pelo mundo, e seu marido Martin Isaacs, receberam o empréstimo em outubro de 2011, e negligenciaram o pagamento em julho de 2012, segundo o processo.

O agente de Blige recusou-se comentar o processo. O advogado da cantora não respondeu imediatamente ao pedido por comentários. O processo também cita a empresa de produção de Blige, Mary Jane Productions Inc.

A ação judicial é a mais recente dor de cabeça financeira para a nova-iorquina. A organização de caridade da cantora de "Family Affair", The Mary J. Blige and Steve Stoute Foundation for the Advancement of Women Now Inc, foi acusada anteriormente neste ano de mau gerenciamento de fundos e de trapacear nas bolsas concedidas a estudantes.

Blige reconheceu os problemas em junho, durante uma entrevista. "As vidas de jovens mulheres estão em risco", disse a cantora à Reuters quando questionada sobre as acusações. "Eu sinto o que elas sentem. Não quero que sofram. Eu prometi a elas algo e vou cumprir. Ponto final."

    Leia tudo sobre: mary j bligemúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG