Robert Plant se inspira no blues para tocar sucessos do Led Zeppelin no Rio

Lenda do rock mundial deu início à sua turnê brasileira nesta quinta-feira, na HSBC Arena

Luisa Girão - iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

Após 16 anos do legendário show com Jimmy Page no Hollywood Rock, Robert Plant voltou aos palcos cariocas, nessa quinta-feira (18), na HSBC Arena, zona oeste do Rio de Janeiro, para cantar um repertório bem diferente do que os fãs esperam do eterno vocalista do Led Zeppelin. Acompanhado da sua banda, The Sensational Space Shifters, Plant trouxe ao Brasil um show com inspiração no blues.

Veja também: O antes e depois de Robert Plant

Em 1h40 de apresentação, músicas consagradas pelo grupo inglês, ícone da década de 70, não faltaram, claro, mas foram tocadas com arranjos diferentes, com uma pegada mais leve e, por muitas vezes, com influências tribais. O hino “Black Dog”, por exemplo, foi tocado com banjo africano (kologo) e em “Rock and Roll” usaram o ritti, uma espécie de violino, também de origem africana.

Siga o iG Cultura no Twitter

Essas releituras fizeram com que grande parte da plateia demorasse um pouco para identificar as músicas. Mesmo assim, os sucessos do Led Zeppelin foram as grandes ovacionadas pelo público, que pedia um pouco mais de “rock n’ roll”. No setlist ainda estavam “Friends”, “Bron-Y-Aur-Stomp”, “Ramble On”, “Going to California” e “Gallow’s Pole".

Alex Palarea e Roberto Filho/Ag News
Robert Plant e a banda The Sensational Space Shifters

Plant também prestou uma homenagem aos “seus heróis de criança” e se inspirou nas raízes da música do Mississippi, mesclada com influências dos sons da Appalachia e Gâmbia para dar um novo tratamento a “Spoonful”, do Howlin’ Wolf, e “I’m your Witchdoctor”, de John Mayall & The Bluesbreakers.

Veja também: O antes e depois de Robert Plant

Mesmo com um timbre vocal mais grave do que na época de Led Zeppelin, o vocalista se mostrou satisfeito e empolgado com a apresentação. “Eu vim aqui para vocês se sentirem bem. Vocês estão felizes? Porque aqui em cima está ótimo”, disse Plant, que chegou até a arriscar algumas frases em português como “Muito Obrigado” e “E aí, galera?”.

Depois do Rio, Robert Plant continua sua turnê brasileira em Belo Horizonte, no Expo Minas (20); em São Paulo, no Espaço das Américas (22 e 23), em Brasília, no Ginásio Nilson Nelson (25), em Curitiba, no Teatro Guaíra (27) e em Porto Alegre, no Gigantinho (29).

Alex Palarea e Roberto Filho/Ag News
Robert Plant

Confira o setlist da apresentação no Rio:

"Fixing to Die" (Bukka White)
"Tin Pan Valley"
"44" (Howlin' Wolf)
"Friends" (Led Zeppelin)
"Spoonful" (Howlin' Wolf)
"Somebody Knocking"
"Black Dog" (Led Zeppelin)
"Bron-Y-Aur Stomp" (Led Zeppelin) 
"The Enchanter"
"Another Tribe"
"Ramble On" (Led Zeppelin)
"I'm Your Witchdoctor" (John Mayall & The Bluesbreakers)
"Who Do You Love" / "Whole Lotta Love" / "Steal Away" / "Bury My Body" (medley)

Bis
"Going to California" (Led Zeppelin)
"Gallow's Pole"  (Led Zeppelin)
"Rock and Roll" ( (Led Zeppelin) 

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG