Conhecido empresário e apoiador do gênero, empresário gerenciou carreiras de 50 Cent, Sean Combs e LL Cool J, entre outras estrelas da música norte-americana

Várias estrelas do mundo do hip hop se reuniram na quarta-feira (5) em Nova York para se despedir de Chris Lighty, lendário empresário que se suicidou na semana passada no bairro do Bronx , aos 44 anos. Diddy, 50 Cent, LL Cool J, Q-Tip, Russell Simmons e Mary J. Blige foram alguns dos que compareceram ao funeral em Manhattan para dar o último adeus a Lighty.

Músicos como Wyclef Jean, Busta Rhymes, Lauryn Hill, Missy Elliott e Lyor Cohen também prestaram condolências à família do empresário, que ajudou a divulgar o gênero.

Siga o iG Cultura no Twitter

O corpo de Lighty foi encontrado em seu apartamento no dia 30 de agosto com um tiro na cabeça e o caso foi registrado como suicídio. Ele tinha uma dívida de US$ 5 milhões com a Receita Federal e problemas com a mulher, que havia pedido o divórcio no ano passado, segundo o jornal "Daily News".

"Eu fiz meu MBA no inferno", disse o conhecido empresário musical em 2007, ano em que sua companhia anunciou que os artistas que representava haviam vendido 80 milhões de discos ao todo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.